Guia Portal Sorocaba.com

Solicite seu orçamento para as empresas e profissionais cadastrados no Portal Sorocaba.com

Cadastre aqui sua empresa ou negócio!


Sorocaba, 27 de Novembro de 2020

NOTÍCIAS



Sorocaba - Projeto quer melhorar adaptação de alunos

Notícia publicada em 12/11/2010



As Secretarias Municipal e Estadual de Educação, por meio da Diretoria Regional de Ensino, deram início ao projeto denominado Ponte Suave. O objetivo é minimizar as dificuldades vividas pelas crianças e jovens que precisam trocar de escola para a continuidade de seus estudos - por conta das séries seguintes serem aplicadas, na rede pública, em outra instituição de ensino - e melhorar a adaptação dos alunos a este processo. As atividades foram abertas oficialmente ontem, quando 350 professores e gestores das redes passaram por treinamento para definir, juntos, ações a serem aplicadas com este objetivo já em 2011.

A necessidade de troca de escola é comum entre os alunos da rede pública. Isso porque, pela legislação brasileira, os municípios são responsáveis pela educação básica - que compreende as escolas infantis e o ensino fundamental até a 4ª série (novo 5º ano) - e o Estado por oferecer o ensino entre a 5ª série do ensino fundamental (novo 6º ano) até o terceiro ano do ensino médio.

Em Sorocaba, por exemplo, existem 26.286 alunos entre 1ª e 4ª séries e 5,7 mil entre 5ª a 8ª séries matriculados nas escolas da rede municipal. Em contrapartida, o Estado mantém 12.795 estudantes nas séries iniciais e 32.728 nas séries finais. No ensino médio, essa diferença é ainda maior: 21.457 estudantes nas instituições do Estado e 1.099 no município. Algumas vezes essa transição acontece até mesmo entre escolas da própria rede municipal. Como as crianças que saem com 5 anos da pré-escola, muitas vezes de uma unidade com um prédio menor, e vão para o ensino fundamental. Também é uma passagem e queremos cuidar para que elas não sintam isso como uma ruptura, uma perda, mas sim como um avanço, comentou a secretária de Educação de Sorocaba, Terezinha Del Cistia.

Para ela, a estrutura física da escola e a mudança de apenas um professor para mais de seis, no caso da transição da 4ª para a 5ª série, são os principais fatores da falta de adaptação. Queremos preparar um plano de ação que inclua, também, as falhas de aprendizagem. Alertar que o aluno passou por algum tipo de reforço, se tem alguma dificuldade que possa ser corrigida durante o processo.

Para a dirigente regional de ensino, Maria Vicentina Godinho Pereira da Silva, o evento de ontem foi só o início de um trabalho extenso. Gostaríamos que, ao longo dos próximos anos, que as boas experiências do município continuem sendo oferecidas para todos - como o projeto Amigos do Zippy, que também acontece nas estaduais - mas também que os bons projetos de nossas escolas sejam partilhados, disse, dando como exemplo o projeto Ler e Escrever, voltado à melhoria do processo de alfabetização.

Acolhida

A abertura do encontro teve a presença do prefeito Vitor Lippi e do vice-prefeito, José Ailton. Esse trabalho de integração é fundamental, assim como o acolhimento a estas crianças. Queremos criar expectativas positivas e não negativas, disse Lippi. Luiza Russo, presidente do Instituto Paradigma - parceiro da Secretaria Municipal de Educação no projeto de educação especial e na realização do evento - também destacou a importância do trabalho.

A transição é como um ritual de passagem para os alunos. Conhecendo a história de cada criança, os educadores terão mais condições de desenvolver um plano de ação para recebê-los e atendê-los na medida das suas necessidades individuais. Isso é particularmente importante no caso de alunos com deficiência ou com dificuldade de aprendizado, que precisam de atendimento educacional especializado, disse.

Pela manhã, os participantes ouviram palestra do psicólogo Yves de la Taille, professor do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo, especialista em Psicologia Moral e o ganhador do Prêmio Jabuti de 2007 e, no período da tarde, divididos em equipes gestoras das chamadas escolas de origem e escolas de destino, compartilharam dados qualitativos e quantitativos sobre o desempenho escolar e o desenvolvimento dos alunos das 4ª séries e da 2ª etapa do ensino infantil e traçaram estratégias para encaminhar e receber estes estudantes.


Fonte: http://www.cruzeirodosul.inf.br/materia.phl?editoria=32&id=364925


Comente

Cadastre Sua Empresa Gratuitamente no Guia Comercial
Divulgue Seu Evento


Notícias


Eventos

Dia: 27/11/2020

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 28/11/2020

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 29/11/2020

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 30/11/2020

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 01/12/2020

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 02/12/2020

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 03/12/2020

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Ouça ao vivo!

Ouça Ipanema FM Ouça 89 a Rádio Rock
Ouça Antena 1 Ouça Rádio Fox Rock