Guia Portal Sorocaba.com

Solicite seu orçamento para as empresas e profissionais cadastrados no Portal Sorocaba.com

Cadastre aqui sua empresa ou negócio!


Sorocaba, 26 de Novembro de 2020

NOTÍCIAS



Sorocaba - População comparece para aumentar estoques do Hemonúcleo

Notícia publicada em 26/11/2010



O Dia Nacional do Doador de Sangue motivou muita gente a sair cedo de casa para fazer a sua parte e contribuir para o aumento dos estoques do Hemonúcleo de Sorocaba. A sala de espera do serviço de coleta, que funciona num prédio anexo ao hospital Leonor Mendes de Barros, permaneceu lotada durante toda a manhã. Um total de 147 pessoas passaram pela triagem, das quais 131 fizeram a doação. Segundo o médico Frederico Brandão, diretor do serviço, a preocupação, neste período, é por conta da diminuição do volume de doadores, em razão das festas de fim de ano e das férias - quando os estoques caem em cerca de 20%.

Coordenado pela professora Ana Paula Damasio, um grupo de 60 alunos da escola estadual Antônio Padilha aproveitou a data para fazer uma boa ação, o que se repete há cinco anos. Para a maioria, foi a primeira conquista após os 18 anos - idade mínima para ser doador de sangue. "Venho trabalhando esse tema com eles desde março. Conto também a história do meu pai, que não pôde fazer uma cirurgia cardíaca porque faltava sangue nos estoques", falou. Segundo Ana Paula, as perguntas dos jovens são muitas sobre o assunto. "Eles dizem que têm medo, querem saber se dói. Ajudamos a esclarecer essas dúvidas". E o empenho da professora deu resultado. Em clima de muita euforia e ansiedade, os jovens fizeram a sua parte. "Foi bom saber desse assunto na escola. Se ninguém tivesse falado acho que nunca pensaria em doar", admitiu Felipe Hederson Zapata Teixeira, de 18 anos. Já Marina Melo, da mesma idade, sempre planejou se tornar uma doadora assim que atingisse a maioridade. "Morro de medo de agulha, mas está sossegado. Vale a pena aguentar a picada para ajudar ao próximo", disse. Na sala de espera, com uma mistura de medo, ansiedade e satisfação, Marcela Saechi Zimiani comemorava a primeira ação, de sua vida, entre aquelas que só se pode fazer depois de completar 18 anos. "Fiz aniversário no dia 19 e estou feliz em poder ajudar o próximo. Isso sem contar que, qualquer dia, a gente pode precisar. Acho que virei sempre".

Doadores de rotina

Além dos jovens, muitos doadores de rotina também esperaram o dia em sua homenagem para contribuir. Com um lanche especial para ser consumido depois da retirada do sangue - que além do tradicional sanduíche, bolachas e suco tinha também panetone e bolo - e na presença do grupo de palhaços Cia. Anjos da Alegria, eles não se incomodaram por ter que aguardar um pouco mais de tempo para coletar o sangue, devido ao grande movimento. "Já tirei o dia no trabalho para fazer isso, vou esperar. Venho pelo menos umas três vezes no ano", contou o serralheiro Valdeci da Silva, de 42 anos, que doou sangue pela primeira vez atendendo ao pedido de um amigo, que tinha um familiar internado. "Tinha receio, mas depois que vim, vi que era tranquilo. Pensei: se pude ajudar esse amigo, posso ajudar outras pessoas também", falou Valdeci, que ontem também se cadastrou para ser doador de medula óssea. "Ela me perguntou se quero mesmo doar, pois se aparecer um doente compatível e eu recusar, essa pessoa pode morrer. Quero ajudar e espero que surja alguém", falou.

A merendeira Clarice de Fátima Dimas Castro, de 42 anos, também fez questão de ir doar sangue na companhia da filha Tatiane Dimas Castro, de 22 anos. Elas fazem isso pelo menos uma vez por ano. "Já tivemos na família pessoas internadas, que precisavam de sangue, e saímos em busca de um doador. É muito difícil. Por isso que gosto de doar como voluntária. Assim, quando alguém precisa, o sangue já está lá", falou Clarice. "Muitas vezes fomos abordados, aqui mesmo no Hemonúcleo, por famílias desesperadas em busca de um doador", emendou Tatiane.

Para ser um doador de sangue é preciso ter entre 18 e 65 anos de idade, pesar mais de 50 quilos e não estar grávida, amamentando ou doente. Não é necessário agendar horário - basta comparecer ao Hemonúcleo portando um documento oficial de identidade com foto. Também não é preciso estar em jejum, ao contrário: a orientação é que o doador tenha feito uma refeição leve (evitando alimentos gordurosos). A única restrição é ao cigarro (não fumar por, pelo menos, duas horas antes) e às bebidas alcoólicas (não ingerir nas 12 horas anteriores). O Hemonúcleo de Sorocaba funciona de segunda-feira a sábado, das 7h30 às 12h30, na avenida Comendador Pereira Inácio, 564, no Lajeado (próximo à rodoviária). Mais informações pelos telefones (15) 3224-2930 e 3332-9464.


Fonte: http://www.cruzeirodosul.inf.br/materia.phl?editoria=38&id=369251


Comente

Cadastre Sua Empresa Gratuitamente no Guia Comercial
Divulgue Seu Evento


Notícias


Eventos

Dia: 26/11/2020

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 27/11/2020

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 28/11/2020

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 29/11/2020

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 30/11/2020

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 01/12/2020

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 02/12/2020

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Ouça ao vivo!

Ouça Ipanema FM Ouça 89 a Rádio Rock
Ouça Antena 1 Ouça Rádio Fox Rock