Guia Portal Sorocaba.com

Solicite seu orçamento para as empresas e profissionais cadastrados no Portal Sorocaba.com

Cadastre aqui sua empresa ou negócio!


Sorocaba, 02 de Dezembro de 2020

NOTÍCIAS



Mais 52 famílias são transferidas

Notícia publicada em 18/12/2012



Mais 52 famílias são transferidas

Outro grupo de moradores do Jardim Santo André 2 - formado por 52 famílias que viviam em área particular, alvo de processo de reintegração de posse -, foi transferido ontem para o Residencial Parque das Árvores, na Estrada Dinorah, no bairro Caguaçu, zona norte de Sorocaba. Ao todo 320 famílias irão para este residencial. Os moradores foram selecionados pela Prefeitura de Sorocaba, dentro do projeto Vítima Zero de Enchente, que visa beneficiar quem mora em áreas com riscos de inundações. Os primeiros moradores do Jardim Santo André 2 começaram a ser transferidos em maio, quando foram para o residencial Altos do Ipanema.

O programa Vítima Zero de Enchente também contempla moradores dos bairros Parque São Bento, Central Parque, Júlio de Mesquita, Torre do Ipiranga, Vielas do Ipiranga e Nova Esperança. Foram beneficiadas, ainda, famílias em vulnerabilidade social que são atendidas pelo programa de Aluguel Social. A previsão é que a transferência de todas famílias desses bairros seja concluída até o dia 27 de dezembro.

O trabalho de remoção no Jardim Santo André 2 continua hoje. A ação está sendo feita por uma força-tarefa coordenada pela Defesa Civil de Sorocaba, com apoio da Polícia Militar, Guarda Civil Municipal (GCM) e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e Corpo de Bombeiros, além de 100 servidores das secretarias da Cidadania (Secid), da Habitação e Urbanismo (Sehab), Obras e Infraestrutura Urbana (Seobe) e Saúde (SES), do setor de Zoonoses e do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae).

Os imóveis para onde estão sendo encaminhadas as famílias foram construídos pela empresa SAE Engenharia e viabilizados em parceria com a Caixa Econômica Federal (CEF), dentro do programa "Minha Casa, Minha Vida" do Governo Federal. São casas com dois dormitórios, sala, cozinha e banheiro, além de uma área comum com vagas de estacionamento e espaço de lazer.

Durante a operação, assim que as famílias saem das casas, é feita uma vistoria dos engenheiros da Sehab, do Saae e da Companhia Piratininga de Força e Luz (CPFL), que desligam as ligações de água, esgoto e energia elétrica das antigas moradias. Em seguida, operários da Seobe iniciam as demolições das casas.

O subcomandante GCM e coordenador da Defesa Civil, Benedito Zanin, afirma que meta é tirar do local 50 famílias por dia. "Mas tudo depende da incidência de chuvas. Hoje (ontem) começamos o trabalho uma hora depois do programado devido às chuvas, mas se continuar só chuviscando a gente tem condições de cumprir a meta", ressalta. Ao final desse projeto, a Prefeitura terá entregue 2.798 moradias para famílias saídas de áreas de inundação e deslizamentos da cidade. Durante os oito anos de mandato do prefeito Vitor Lippi foram entregues um total de 3.210 habitações.

Os contemplados

A dona de casa Sueli Aparecida dos Santos, 46 anos, mostrou-se feliz na nova residência da família. Ela conta que já espera há 13 anos pela mudança, desde que ocorreram as primeiras inundações no Jardim Santo André 2. "Perdi todos os móveis em nove vezes que as águas entraram em minha casa. Tenho cinco filhos pequenos, não podia continuar vivendo daquele jeito", analisa, comentando que durante uma das inundações perdeu todos os documentos pessoais dos membros da casa e que foi um processo difícil tirar as segundas vias. "Agora estou no céu", conclui.

Para o casal Marcos Félix dos Santos, 42 anos, e Marli da Silva Félix, também de 42 anos, foi um dia de mudança de vida e não só de casa. Ele tem três filhos e lembra que enfrenta inundações há 17 anos, e foram poucas vezes, nesses anos, que as águas não destruíram tudo o que tinha. "O pouco que construímos tinha o risco de ser engolido em questão de minutos. Nunca tínhamos certeza até que altura a água iria chegar", afirma Santos. Ele disse que a casa para onde vão tem menos dormitórios que a casa que deixam para trás, mas tem certeza que vai valer a pena. "Quero melhor qualidade de vida para minha esposa e minhas filhas. Estamos indo para melhor", conclui.

Já a família da dona de casa Norma Rosália da Silva, 56 anos, estava um pouco contrariada com a mudança. Ela estava acostumada a morar no bairro e nunca passou pelo problema de enchente dentro da residência. Mas Norma, como os outros moradores daquele local, é alvo de processo de reintegração de posse da área, que é particular. "Não queríamos ir para outro lugar depois de 19 anos aqui, mas como temos que ir, esperamos que lá seja um lugar ótimo para morar", finaliza. 


Fonte: http://www.cruzeirodosul.inf.br/acessarmateria.jsf?id=441658


Comente

Cadastre Sua Empresa Gratuitamente no Guia Comercial
Divulgue Seu Evento


Notícias


Eventos

Dia: 02/12/2020

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 03/12/2020

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 04/12/2020

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 05/12/2020

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 06/12/2020

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 07/12/2020

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 08/12/2020

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Ouça ao vivo!

Ouça Ipanema FM Ouça 89 a Rádio Rock
Ouça Antena 1 Ouça Rádio Fox Rock