Guia Portal Sorocaba.com

Solicite seu orçamento para as empresas e profissionais cadastrados no Portal Sorocaba.com

Cadastre aqui sua empresa ou negócio!


Sorocaba, 28 de Maio de 2020

NOTÍCIAS



Exportações de Sorocaba crescem 16,6%

Notícia publicada em 24/06/2014



Exportações de Sorocaba crescem 16,6%

As exportações da indústria sorocabana cresceram 16,68% em maio, na comparação com abril. De um mês para outro, o volume financeiro de produtos vendidos para o exterior passou de US$ 103.317.533 para US$ 120.549.360. As importações também aumentaram, passando de US$ 257.621.625, registrado em abril, para US$ 268.062.178, em maio. De acordo com a regional de Sorocaba do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), o resultado positivo nas exportações se deve ao impulso sazonal dos segmentos eólico e automotivo.

Apesar do acréscimo registrado nas exportações ter sido maior que o das importações, a balança comercial sorocabana teve saldo negativo de US$ 147.512.818. Sorocaba importou US$ 268.062.178 em maio, enquanto em abril o montante tinha sido de US$ 257.621.625. As importações do último mês também foram 4,35% maiores que do mesmo período do ano passado, quando esse tipo de transação somou US$ 256.907.371.

As exportações da indústria de Sorocaba atingiram a soma de US$ 568.782.779 nos cinco primeiros meses de 2014, de janeiro a maio. O resultado é 14,58% maior que o registrado em 2013, no mesmo período, quando foram vendidos para o exterior US$ 496.421.974. As importações, contudo, atingiram US$ 1.291.182.810 neste cinco primeiros meses, contra US$ 1.234.462.177 no comparativo com janeiro a maio do ano passado.

Os números, divulgados mensalmente pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), são em dólar Free On Board (US$ FOB), ou seja, valores livres de custos, como taxas, valores de frete, etc.

Setores eólico e automotivo

O vice-diretor do Ciesp em Sorocaba, Erly Domingues de Syllos, ressalta que o resultado de maio é bastante positivo para a cidade. Contudo, ele observa que se trata de um resultado sazonal de alguns segmentos da indústria local. "Alguns tipos têm uma sazonalidade e, em determinadas épocas, têm um impulso", afirma. Ele destaca, principalmente, os setores eólico e automotivo. Em Sorocaba estão instaladas duas grandes empresas de equipamentos de energia eólica, a Tecsis e a Wobben Windpower, e a montadora Toyota, onde fabrica o Etios.

"O maior peso foi do setor eólico, com pás que foram exportadas para os Estados Unidos", diz Erly. Segundo ele, esses produtos representam um grande volume nas exportações de Sorocaba e, consequentemente, na empregabilidade. "São produtos com alto valor agregado, de bastante mão de obra e chegam a empregar 8 mil funcionários", conforme o vice-presidente do Ciesp, acrescentando que este também é um setor que emprega funcionários com alta remuneração, o que é importante para a cidade.

De acordo com os dados do MDIC, de abril para maio, em valores monetários, as pás eólicas resultaram em pouco mais de US$ 28 milhões em exportações. Em seguida, os produtos mais vendidos para o exterior foram os automóveis, com um volume financeiro que girou em torno de US$ 25 milhões, em maio. Para Erly, os automóveis também tiveram grande peso no bom resultado obtido em maio e isso se deve ao sucesso das negociações entre os governos do Brasil e da Argentina, que possibilitaram esse tipo de exportação.

O economista e professor da Universidade de Sorocaba, Lincoln Lima, aponta que esse crescimento das exportações em maio é costumeiro. "Geralmente, elas já costumam apresentar crescimento no mês de maio em relação ao mês de abril, efeito sazonal, assim foi em 2013 (+9,6%) e 2012 (+9,2%)", diz. Ele destaca, no entanto, que o crescimento de maio deste ano foi maior, quase 17%. "Tal motivo para essa taxa de crescimento acima do esperado é que as exportações no mês de abril ficaram muito abaixo do esperado, ou seja, a base de comparação estava baixa", avalia.

Próximos meses

Embora o resultado da balança tenha sido positivo para a indústria, o vice-diretor do Ciesp acredita que o pós-Copa e as eleições não têm dado confiança para o setor produtivo do País. "O Brasil está num momento não tão brilhante, pode ter dificuldade ainda pela frente, mas em comparação com os cenários estadual e nacional, Sorocaba está na frente", acredita Erly.

O economista Lincoln Lima prevê um mês de junho ruim para a exportação. "Normalmente, no mês de junho, em relação ao de maio, as exportações de Sorocaba costumam ter queda. Assim foi em 2013 (-12%) e 2012 (-13%)", explica.

Mesmo com o pacote de medidas anunciado na semana passada pela presidente Dilma Rousseff, com o objetivo de alavancar as exportações, como o Reintegrar e o Refis, o cenário não é muito promissor, afirma Erly. "Na verdade, é a reedição de medidas que já existiam, coisas que já não deram certo e não alavancaram a economia", considera. Segundo ele, ações como essas são pontuais, quebram o galho, mas não ajudam o setor produtivo. 


Fonte: http://www.cruzeirodosul.inf.br/materia/554409/exportacoes-de-sorocaba-crescem-166


Comente

Cadastre Sua Empresa Gratuitamente no Guia Comercial
Divulgue Seu Evento


Notícias


Eventos

Dia: 28/05/2020

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 29/05/2020

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 30/05/2020

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 31/05/2020

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 01/06/2020

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 02/06/2020

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 03/06/2020

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Ouça ao vivo!

Ouça Ipanema FM Ouça 89 a Rádio Rock
Ouça Antena 1 Ouça Rádio Fox Rock