Guia Portal Sorocaba.com

Solicite seu orçamento para as empresas e profissionais cadastrados no Portal Sorocaba.com

Cadastre aqui sua empresa ou negócio!


Sorocaba, 20 de Outubro de 2018

NOTÍCIAS



Cresce o consumo de energia solar em casas e empresas

Notícia publicada em 20/03/2018



Cresce o consumo de energia solar em casas e empresas

Até o final deste ano, o Brasil deverá ser incluído na lista dos 15 países que mais geram energia solar no mundo. O número faz parte do último relatório ‘Energia Solar no Brasil e no Mundo’, divulgado pelo Ministério de Minas e Energia. O governo tem a meta de reduzir a emissão de gases do efeito estufa até 2020 e estimular a utilização de energia solar faz parte disso: trata-se de energia livre de carbono e, portanto, contribui para a redução de emissões de CO2 na natureza.

Num país em que o consumo de energia elétrica voltou a crescer - segundo o Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico - a instalação de uma usina de energia solar representa economia. “Além de ser limpa, a energia solar é gratuita, ou seja, é possível suprir 100% do consumo de uma casa”, explica Paulo Cesar Costa, engenheiro da Viridian, empresa especializada em energia solar.

Nas casas
O relatório do Ministério mostra também que 75% das usinas de energia solar instaladas no Brasil estão em imóveis residenciais. O Plano Nacional de Energia avalia que até 18% dos lares brasileiros contarão com energia solar até de 2050, que representa 13% de todo o consumo residencial.

Para Luiz Cláudio Rosa, especialista em energia solar da Viridian, o Brasil tem um enorme potencial de geração de energias renováveis, mas pela falta de estímulo e de crédito para os consumidores, o setor avança a passos lentos. “Os preços hoje são atrativos, porém, o maior entrave ao crescimento é a falta de linhas de crédito com juros adequados”, ressalta.

O especialista explica que, para uma casa, o valor de investimento de uma usina solar, em média, equivale ao preço de um bem de consumo durável. “É como comprar uma motocicleta ou um automóvel e para esses produtos há linhas de financiamento abundantes, porém na geração de energia solar o bem não perde o valor e, infelizmente, não há linhas de crédito para compra com taxas atrativas”, complementa Luiz. Para gerar em energia solar num consumo residencial entre R$ 100 a R$ 200 por mês, o prazo de retorno do investimento é em torno de 7 anos.

Nas empresas
O relatório do Ministério de Minas e Energia mostra que as empresas estão começando a se conscientizar da importância da energia limpa e renovável: o setor comercial detém a maior participação em potência de energia gerada, num total de 37%. Em Sorocaba se encontra primeira unidade de saúde do interior do Estado a gerar sua própria energia, com uma das maiores usinas de energia solar fotovoltaica do interior do Estado.

“No setor comercial, o retorno em economia de energia é muito alto, representando 1,5% a 2% ao mês do investimento da instalação, ou seja, o retorno do valor investido é de 5 anos, em média”, conclui o engenheiro da Viridian.

Sistema de compensação
Quando a casa ou empresa produzir mais energia solar do que consome, essa energia é enviada para a rede da distribuidora em forma de crédito, então quando a unidade consumidora não gera energia suficiente para seu consumo, ela irá receber energia da rede da distribuidora, que será debitada do saldo registrado da casa ou imóvel comercial. O sistema foi regulamentado pela Aneel e se chama ‘Net Metering’.

Comente

Cadastre Sua Empresa Gratuitamente no Guia Comercial
Divulgue Seu Evento


Notícias


Eventos

Dia: 20/10/2018

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 21/10/2018

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 22/10/2018

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 23/10/2018

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 24/10/2018

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 25/10/2018

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 26/10/2018

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Ouça ao vivo!

Ouça Ipanema FM Ouça 89 a Rádio Rock
Ouça Antena 1 Ouça Rádio Fox Rock