Guia Portal Sorocaba.com

Solicite seu orçamento para as empresas e profissionais cadastrados no Portal Sorocaba.com

Cadastre aqui sua empresa ou negócio!


Sorocaba, 26 de Setembro de 2020

NOTÍCIAS



Bate-papo promovido pelo Sesc aborda literatura LGBT

Notícia publicada em 22/02/2017



Bate-papo promovido pelo Sesc aborda literatura LGBT

Literatura LGBT é o tema do bate-papo que será realizado hoje pelo projeto Nós Diversos, promovido pelo Sesc, em parceria com a Organização da Parada LGBT de Sorocaba, Grupo Mandala e Núcleo de Estudos de Gênero e Diversidade Sexual da UFSCar-Sorocaba. O evento é gratuito e começa às 19h, no teatro do Sesc. Participam da conversa a escritora Janaína Leslão, autora do livro infantojuvenil A princesa e a costureira, o primeiro do País sobre a temática; Juliana Albuquerque, da Editora Hoo, que publica obras voltadas ao público adulto; e Gustavo Sanchez, do Coletivo HLGBT, que descreverá o processo criativo do livro A história de todas as cores, que recebeu apoio do Programa de Ação Cultural do Estado de São Paulo (ProAC).

Janaína Leslão -- a escritora do primeiro conto de fadas brasileiro (e talvez mundial) com temática LGBT -- conta que a obra entrou para o catálogo das Bibliotecas Públicas Escolares do Estado de Minas Gerais. Além disso, ganhou adaptação para o teatro e recebeu o 16º Prêmio Cidadania em Respeito à Diversidade, concedido pela Associação da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo. A ilustração dessa obra foi feita pelo sorocabano Júnior Caramez.

A escritora também assina Joana Princesa: Era uma vez uma princesa que quando nasceu recebeu o nome de João... (2016). Coincidentemente, esse livro também conta com participação de Sorocaba, com a ilustração de Marina Tranquilin.

 

Janaína tem alcançado projeção internacional pelo pioneirismo de seu trabalho. "É uma visibilidade para a literatura brasileira. Estou com uma tradução em andamento na Inglaterra e outra no México. Também já fui para a Holanda como convidada para falar dos meus livros durante uma conferência sobre gêneros", afirma.

Nascida em Maringá, no Paraná, Janaína é psicóloga com especialização em Saúde Mental. Ela conta que se aproximou das questões de gênero no atendimento a vítimas de violência sexual durante a graduação. No Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre as Sexualidades, tornou-se militante feminista e LGBT. Atualmente trabalha com prevenção às violências autoprovocadas e interpessoais.

Devido a seu trabalho como psicóloga é que acabou ingressando no mundo literário. "Atendi muitos casos envolvendo essas questões, tanto de familiares como de pessoas que estavam descobrindo sua sexualidade, então vi o quanto era importante escrever essas histórias."

Janaína levou cinco anos para conseguir publicar o primeiro livro e comenta que a primeira reação negativa com relação à obra não foi homofóbica, como imaginava que poderia acontecer, mas sim racista, porque criou uma princesa negra. "Entre outras coisas, falaram que a costureira é que deveria ser negra", lembra Janaína.

 

As reações homofóbicas vieram num segundo momento. "Por parte de pessoas que não leram a obra, então uns chegaram a dizer que era absurdo falar de pornografia para crianças, sem saber que não tinha nada disso. Outros criticaram abordar junto ao público infantil um tema sobre sexualidade, mas os contos de fadas sempre falaram de príncipe beijando princesa, e isso é sexualidade", diz.

A proposta do livro, afirma Janaína, é que a criança possa ter uma compreensão de mundo mais ampla. "Não é verdade que a gente não conversa sobre esses temas com as crianças. A gente conversa sim, mas fazendo piadas de viadinho, apontando travestis na rua, rindo de personagens caricatos na TV. Então falamos disso de uma maneira ruim, cheia de preconceito. Já o livro mostra uma outra possibilidade, que essas pessoas podem ser vistas com respeito."

Janaína acredita que seu livro pode contribuir para que quando uma criança tiver um amigo homossexual ou se descobrir assim, possa lidar com isso de forma mais tranquila. Conforme ela, pensar que uma leitura como essa influenciaria na sexualidade é um grande engano. "Se fosse assim, todos nós, brasileiros, crescemos ouvindo contos de fadas de príncipes beijando princesas, e não temos uma população 100% heterossexual. O fato é que nada vai impedir que as pessoas vivam o que elas querem viver. A diferença é que podem viver com mais ou menos sofrimento, dependendo de como for a sociedade, se mais ou menos preconceituosa."

Mais diálogos

Outra participante do bate-papo é a publisher Juliana Albuquerque, da Hoo Editora, fundada em 2015 com o propósito de publicar livros LGBT. Formada em Letras e em Jornalismo, Juliana atua no mercado editorial há 10 anos e decidiu criar sua própria editora ao perceber quão poucas eram as publicações LGBT no Brasil. Hoje, a Hoo Editora tem dez títulos no catálogo, incluindo o best-seller E se eu fosse puta, de Amara Moira, e O Diário de P. Landucci, da youtuber Paula Landucci.

Para Juliana, eventos como esse são muito importantes para divulgar o trabalho que vem sendo feito nesse sentido, tanto de editoras quanto de autores e autoras.

O coletivo Histórias de Vida de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (HLGBT), composto por 25 integrantes, é representado nesse encontro por Gustavo Sanchez. No ano passado, o coletivo lançou o livro A história de todas as cores, com relatos de vida de 20 pessoas, selecionadas entre 100 interessados. A obra foi financiada pelo ProAC com a verba de R$ 40 mil.

"Fizemos uma campanha on line e coletamos histórias estimulando a participação de diferentes segmentos, de pessoas que falassem sobre sonhos, cotidiano, trabalho, escola. Mas ao lermos essas histórias todas, vimos que foram percorridas por violência, inclusive a não dita, como a exclusão, agressão, preconceito".

Durante o bate-papo no Sesc Gustavo falará do processo criativo para editar a obra e também sobre como escrever projetos para o ProAC, edital 26, que é específico para manifestações culturais LGBT.

O Sesc Sorocaba fica na rua Barão de Piratininga, 555. Os ingressos para o evento são gratuitos e podem ser retirados com uma hora de antecedência.


Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul


Comente

Cadastre Sua Empresa Gratuitamente no Guia Comercial
Divulgue Seu Evento


Notícias


Eventos

Dia: 26/09/2020

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 27/09/2020

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 28/09/2020

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 29/09/2020

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 30/09/2020

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 01/10/2020

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 02/10/2020

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Ouça ao vivo!

Ouça Ipanema FM Ouça 89 a Rádio Rock
Ouça Antena 1 Ouça Rádio Fox Rock