Guia Portal Sorocaba.com

Solicite seu orçamento para as empresas e profissionais cadastrados no Portal Sorocaba.com

Cadastre aqui sua empresa ou negócio!


Sorocaba, 16 de Julho de 2019

ARTIGOS


Você já levou seus filhos ao boliche?

Por: Sidarta da Silva Martins



Você já levou seus filhos ao boliche?
Se ainda não levou, não sabe o que está perdendo!
Quando os meus nasceram, ouvia dizer para aproveitar, pois seria o melhor tempo como pai enquanto fossem bebezinhos.
Uns amigos diziam que quando começassem a andar, seriam terríveis, iriam mexer em tudo, colocar os dedos em tomadas, comer pedras, esconder-se dentro de armários, e outros que tais.
Pois fizeram tudo isso e um pouco mais, mas foi algo maravilhoso.
Começaram a andar, então outros aconselhavam a “curti-los” enquanto ainda eram pequenos e aceitavam andar de mãos dadas com os pais, pois quando crescessem mais um pouco, “báu báu”, não iriam querer ter um babá por perto, iriam, sim, subir em armários, pendurar-se em varal, colocar as mão em liquidificadores, fazer teste elétrico com pilhas, fugir de casa, andar em trilhos de trem, entre outras ideias engenhosas.
Pois cresceram mais e fomos ao cinema, fomos às piscinas da vida, aqui e acolá, trabalhamos juntos algumas vezes, muitas outras dormiram em meu colo, na volta pra casa. Já jovenzinhos, mas ainda crianças, gostavam de ouvir, antes de dormir, minhas histórias e minhas estórias.
Apresentei a eles João Valjean, de Victor Hugo, e falei de sua incrível aventura, fugindo, por uma vida inteira do terrível Javert; falei do Cristo e dos apóstolos, e da importância deles para a Humanidade; falei do bandido que salvou uma aranha e, no purgatório, quase foi salvo por ela; falei da fé de Jó e da importância da oração, sobre José do Egito; contei-lhes estórias mil sobre o homem que calculava, sobre os Reis Magos, sobre as bruxas da Floresta Negra, sobre Davi e Golias; falei a eles sobre meu querido amigo Armando Raucci, e contei-lhes histórias e estórias de meu pai, das coisas que ele me contava...
Adormeciam e acordavam, a cada dia mais mocinhos e donos do próprio querer. Afinal o caminho deles seria único, e a escolha do caminho também seria única...
Então, ouvia de terceiros: “Aproveita agora, pois logo batem as asas e "adeus quimera", só terão tempo para as namoradas e para os "da idade deles", irão experimentar as “delícias” do mundo que existe além- muros.
Pois cresceram, tornaram-se homens feitos! A vida lhes está ensinando, na prática, o que só tive tempo para lhes ensinar na teoria, em meus contos, que procurei rechear com o meu mais puro afeto, com meu mais intenso amor. Uns, parte de minha experiência viva, outros parte de minha imaginação e da imaginação de outrem.
Penso que, pelo menos, eles têm uma indicação do caminho. Carregam, no embornal de viajantes universais, algumas plaquetas indicativas que, espero, lhes conduzirá ao porto seguro.
Ouço agora que, casados e voltados para o dia-a-dia, não terão paciência para conversas do passado, que o papo será outro, que o trabalho, as esposas, filhos e amigos lhes roubarão todo o tempo.
Faço ouvidos moucos e os convido para almoçar, jantar, ir ao cinema, ao shopping, ao aeroporto, e ao boliche.
Se você não levou seus filhos ao boliche, leve! Não deixe passar em branco esta parte tão importante na vida de uma mãe ou de um pai.
Entre uma "bola na canaleta" e um "strike", encontramos tempo para uma conversa, para falarmos um com o outro e um ao outro. Concordamos, discordamos, discutimos, reclamamos, e trocamos nossas alegrias e tristezas.
Como o espaço é pequeno, aprendemos a ficar próximos e dividir nossas limitações. Temos tempo para sermos humanos, para descobrir que, por melhor que estejamos, sempre uma "canaleta" nos espera e, por pior que sejamos, sempre haverá um "strike" para comemorarmos, nos mostrando que a humildade e a paciência nos torna, também, vitoriosos.
A alegria contagiante das pessoas trocando abraços, saltando, gritando, comemorando, expressando a amizade e o amor fraterno, nos empurra para isso.
Como ficarmos chateados? Todos que ali estão são exemplos vivos de erros e acertos, de "canaletas" e "strikes", são exemplos vivos de como é a vida, de como é a nossa vida! Aliás, nos mostra, na prática, que uma existência é feita muito mais de tentativas do que de acertos.
A maioria dos jogadores não consegue um “strike”, ou sequer fazer pontos, mas são felizes, são vitoriosos, voltam para seus lares realizados, gratos pela oportunidade de estarem ali, dividindo aquele momento. A vitória e a alegria são bens universais, pertencem a todos os Seres Humanos, sem exceção.
Nossos filhos sabem disso e constroem suas próprias histórias e estórias, como eu próprio construo as minhas.
Leve-os ao boliche! Todo dia é um bom dia.


(Contato para palestras e informações:  london_cons@hotmail.com   (11) 4022 3909 )

O texto publicado neste artigo é de responsabilidade do autor, e pode nao expressar a opiniao total ou parcial do Portal Sorocaba On-Line S/C Ltda sobre o assunto. Boa leitura!

Sidarta da Silva Martins

Sidarta da Silva Martins, linguista, escritor, poeta, compositor e pesquisadorem comunicação, recentemente assumiu, em Itu/SP, a cadeira número 20 da ACADIL. Já ocupava a cadeira 71 da Academia Nacional do Portal do Poeta Brasileiro e a cadeira 92 da ALB/SP. É formado em Comunicação Social pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), Mestre em Administração de Empresas pela Universidade Metodista de Piracicaba (UNIMEP). Desde 2003 é Professor Titular do Curso de Gestão da Universidade Paulista (UNIP), em Jundiaí. Além de pesquisas na área de Administração, atua  nas áreas de Lingüística, de Recursos Humanos - RH e do  Desenvolvimento Humano. Trabalhou e estudou nos Estados Unidos e na Europa. Há mais de vinte anos apresenta os resultados de seus trabalhos em palestras e seminários sobre Aprendizado de Línguas Estrangeiras, Treinamento e Desenvolvimento de RH e Liderança, em congressos realizados no Brasil e no exterior. É palestrante do Congresso Saber, o mais importante do país na área de Educação. Criou, em Londres-UK, a Metodologia dos Sons, para facilitação do aprendizado de línguas estrangeiras, com resultados expressivos.

No último mes de Junho recebeu o Título de Cidadania Ituana, em homenagem aos relevantes serviços prestados à Cidade que escolheu para morar, Itu.

Em suas palestras afirma que  "Ao Educador cabe a formação do cidadão global e do homem bondoso universal"

Leia mais artigos deste Colunista


Comente




Cadastre Sua Empresa Gratuitamente no Guia Comercial
Divulgue Seu Evento


Notícias


Eventos

Dia: 16/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 17/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 18/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 19/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 20/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 21/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 22/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Ouça ao vivo!

Ouça Ipanema FM Ouça 89 a Rádio Rock
Ouça Antena 1 Ouça Rádio Fox Rock