Guia Portal Sorocaba.com

Solicite seu orçamento para as empresas e profissionais cadastrados no Portal Sorocaba.com

Cadastre aqui sua empresa ou negócio!


Sorocaba, 22 de Julho de 2019

ARTIGOS


Pais: do amor e do desamor....

Por: Sidarta da Silva Martins



Pais: do amor e do desamor....

Antes de começar este texto alerto que, como poeta, tenho, também, liberdade poética, o que quer dizer que escrevo o que percebo, não o que acho sobre isso ou aquilo. O pessoal, mesmo misturando-se com o geral, não o suplanta. Um texto poético é, sempre, um convite à reflexão.

Achei interessante este texto da figura que copiei por constatar que foi "curtido" por centenas de milhares de pessoas e comentado por dezenas de milhares... Isso demonstra ser um “problema” recorrente, o que justifica nos debruçarmos sobre ele.

Em nossa Sociedade Capitalista ( O Brasil é o país mais capitalista do mundo! ) nos esquecemos do principal para viver o que "fica bem na foto'. Lembro-me das tantas e quantas vezes em que visitava minha mãe no meio da noite, em silêncio, para ver se estava tudo bem...As vezes ficava alí "um tempão", olhando para ela e agradecendo...E recordo outras em que interrompia o que estava fazendo e ficava até duas horas ou mais ouvindo atentamente suas histórias, sem interrompê-la - Em uma dessas oportunidades nasceu "MEIGUICE", que me rendeu alguns bonitos prêmios de poesia ( reproduzo abaixo).

Hoje, ainda, sinto enorme prazer em visitar amigos antigos, tomar um café juntos, falar de coisas passadas e presentes, e trocar abraços afetuosos, que deixam o sabor de "quero mais".

Tenho imensa alegria em acordar na casa de meu sogro, um jovem senhor de 87 anos, e cumprimentá-lo, abraçá-lo, conversar com ele, falar de qualquer coisa e de tudo um pouco. Aprendo muito, posso garantir.

Para aqueles que acham que os pais não precisam de apoio, de uma conversa, de um afago, de um passeio com os netos, digo que estão enganados...Mas os filhos precisam disso muito mais, embora não o percebam, ou não admitam...

Para aqueles que acham que não tem tempo, digo que o tempo não é dos pais, mas dos filhos!

A vida é uma quimera, a vida é curtíssima, não podemos perder um minuto sequer em querelas, em coisas vãs, há que se ter discernimento, fazer o constante diálogo entre a razão e o coração, entre a fantasia e a realidade...Sem isso não há como sermos felizes.

Nada, absolutamente nada, substitui uma visita aos pais, um passeio com eles, uma cantoria, uma conversa descontraída. Não há, neste mundo, presentes físicos que possam substituir isso. É a construção de nossas vidas, e de nosso futuro, e do futuro de nossos filhos.

Infelizmente, como disse no começo, o Capitalismo desenfreado tomou conta dos corações, e ganhou o espaço que deveria ser ocupado pelos sentimentos nobres, pelas emoções.

Sou muito feliz por expressar meu amor por todos, pais, filhos, netas, amigos, amigas, minha esposa...

Sou careta? Não tem problema! Sou muito feliz por isso.

Desta forma não deixo dúvidas, nunca, sobre o amor que vai em meu coração e que me orgulho de ter por todos.

Nascemos para amar, portanto o amor não tem data e não tem preço! E a falta dele não tem justificativa, jamais.


MEIGUICE ((Poesia dedicada à Doce Sebastiana, minha mãe)

(Sidarta da Silva Martins)


Olhando para ela, e por ela,
Olho com atenção um outro lado
Um outro lado que ela traz atrás do olhar.
Uma vida, uma aventura, uma ternura
E consigo ver, ver e compreender tudo isso
Ver e calar, para poder me aprofundar
Na percepção deste outro lado
Um lado que não é dito, é percebido.
Um lado que conta histórias da vida, de toda uma vida
De uma vida encantadora.

Olhar, ver e calar, para poder perceber
E percebendo, encantar-me com a história humana
Um história permeada de aventuras e desventuras
Uma história construída pelos mais estranhos caminhos
De uma existência finita, que nos torna infinitos
Uma história de conquistas e perdas,
De conquistas e perdas que são ganhos.
Tudo ali, atrás daquele olhar
Um olhar que nos fala à alma,
Nos fala das noites e dos dias
De vigília, de esperança, de tormento e de bonança.

Mãe,
Olhando através de seu olhar, volto no tempo
E não posso deixar de ser criança.

O texto publicado neste artigo é de responsabilidade do autor, e pode nao expressar a opiniao total ou parcial do Portal Sorocaba On-Line S/C Ltda sobre o assunto. Boa leitura!

Sidarta da Silva Martins

Sidarta da Silva Martins, linguista, escritor, poeta, compositor e pesquisadorem comunicação, recentemente assumiu, em Itu/SP, a cadeira número 20 da ACADIL. Já ocupava a cadeira 71 da Academia Nacional do Portal do Poeta Brasileiro e a cadeira 92 da ALB/SP. É formado em Comunicação Social pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), Mestre em Administração de Empresas pela Universidade Metodista de Piracicaba (UNIMEP). Desde 2003 é Professor Titular do Curso de Gestão da Universidade Paulista (UNIP), em Jundiaí. Além de pesquisas na área de Administração, atua  nas áreas de Lingüística, de Recursos Humanos - RH e do  Desenvolvimento Humano. Trabalhou e estudou nos Estados Unidos e na Europa. Há mais de vinte anos apresenta os resultados de seus trabalhos em palestras e seminários sobre Aprendizado de Línguas Estrangeiras, Treinamento e Desenvolvimento de RH e Liderança, em congressos realizados no Brasil e no exterior. É palestrante do Congresso Saber, o mais importante do país na área de Educação. Criou, em Londres-UK, a Metodologia dos Sons, para facilitação do aprendizado de línguas estrangeiras, com resultados expressivos.

No último mes de Junho recebeu o Título de Cidadania Ituana, em homenagem aos relevantes serviços prestados à Cidade que escolheu para morar, Itu.

Em suas palestras afirma que  "Ao Educador cabe a formação do cidadão global e do homem bondoso universal"

Leia mais artigos deste Colunista


Comente




Cadastre Sua Empresa Gratuitamente no Guia Comercial
Divulgue Seu Evento


Notícias


Eventos

Dia: 22/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 23/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 24/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 25/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 26/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 27/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 28/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Ouça ao vivo!

Ouça Ipanema FM Ouça 89 a Rádio Rock
Ouça Antena 1 Ouça Rádio Fox Rock