Guia Portal Sorocaba.com

Solicite seu orçamento para as empresas e profissionais cadastrados no Portal Sorocaba.com

Cadastre aqui sua empresa ou negócio!


Sorocaba, 16 de Julho de 2019

ARTIGOS


O Poço das Ariranhas

Por: Sidarta da Silva Martins



Há alguns anos um sargento, do exército se não me engano, passeando no Zoológico de Brasília, com a família, viu quando um menino caiu no poço das ariranhas, animais aquáticos parecidos com focas.

Mansos, normalmente, esses animais tornam-se agressivos quando se sentem atacados. E foi o que aconteceu

O Sargento não teve dúvidas, vendo o semelhante em perigo, ainda mais uma criança, entrou no poço das ariranhas e salvou o menino. Porém não teve a mesma sorte, foi atacado pelos animais e sofreu sérios ferimentos.

O veneno de defesa das ariranhas é letal, pois não temos, ainda, antibióticos para combatê-lo, e os ferimentos foram muitos.

Em poucos dias o sargento morreu. Antes, porém, foi perguntado por alguém sobre a razão de ter agido daquela forma. Eis sua resposta: fiz, não sabia do risco, mas o faria novamente.

O que vi, naquele momento, foi a necessidade de salvar uma vida, não havia tempo para pensar se os animais eram venenosos ou não, se havia riscos maiores ou não.

Tinha que ficar no foco principal, só isso E o foco principal era a vida de um semelhante, o importante naquele momento era a manutenção da vida

Acredito que muitos dos leitores conhecem a famosa frase, tudo vale a pena quando a alma não é pequena.

Pois bem, este é exemplo prático disso. É o exemplo de sair de si mesmo, de ser grato à existência, ser grato pelo novo dia que sempre nasce.

Tantas e tantas vezes vemos vizinhos, amigos, familiares em perigo, algumas vezes com risco de vida, e ficamos nos perguntando o quê fazer, enquanto o problema se agrava. Outras tantas vezes ficamos nos perguntando se vale a pena, ficamos avaliando os resultados, analisando se iremos ganhar ou perder.

O nosso sargento nos dá uma lição de amor infinito, um exemplo de bondade natural, nos mostrando que tudo, absolutamente tudo, vale a pena, quando a alma não é pequena. Entrar no poço das ariranhas era apenas um detalhe, o importante é que uma vida fosse salva.

Em nossa jornada neste planeta azul, não raras vezes somos convidados a entrar no poço das ariranhas, e não o fazemos. Não o fazemos por sermos calculistas, materialistas ao extremo, egoístas. Assim, deixamos companheiros e companheiras de jornada sucumbirem, e ficamos assistindo.

Existem muitas teorias cristãs, e não cristãs, espiritualistas e materialistas, sobre a amizade, a solidariedade, o amor verdadeiro.

Todos nós estamos cheios de teorias, de soluções pré-fabricadas, soluções lidas em livros dos mais diferentes tipos, no orkut e no famoso MSN que, nas páginas, dão respostas para todos os males. Mas e a prática? Onde está a prática do amor solidário, do amor verdadeiro, daquele amor que nos faz mergulhar de cabeça no poço das ariranhas para resgatar uma vida?

Viver em um mundo de maravilhas, com pessoas que nos dão alegrias é muito fácil. E quando se trata de estender a mão aos companheiros perdidos nos vários poços da vida? Estamos dispostos a correr riscos?

Parece que nosso querido sargento de Brasília nos dá o exemplo prático:

O que importa de fato é a manutenção da vida O poço das ariranhas e apenas um detalhe

Acho vale a pena refletirmos sobre isso.

O texto publicado neste artigo é de responsabilidade do autor, e pode nao expressar a opiniao total ou parcial do Portal Sorocaba On-Line S/C Ltda sobre o assunto. Boa leitura!

Sidarta da Silva Martins

Sidarta da Silva Martins, linguista, escritor, poeta, compositor e pesquisadorem comunicação, recentemente assumiu, em Itu/SP, a cadeira número 20 da ACADIL. Já ocupava a cadeira 71 da Academia Nacional do Portal do Poeta Brasileiro e a cadeira 92 da ALB/SP. É formado em Comunicação Social pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), Mestre em Administração de Empresas pela Universidade Metodista de Piracicaba (UNIMEP). Desde 2003 é Professor Titular do Curso de Gestão da Universidade Paulista (UNIP), em Jundiaí. Além de pesquisas na área de Administração, atua  nas áreas de Lingüística, de Recursos Humanos - RH e do  Desenvolvimento Humano. Trabalhou e estudou nos Estados Unidos e na Europa. Há mais de vinte anos apresenta os resultados de seus trabalhos em palestras e seminários sobre Aprendizado de Línguas Estrangeiras, Treinamento e Desenvolvimento de RH e Liderança, em congressos realizados no Brasil e no exterior. É palestrante do Congresso Saber, o mais importante do país na área de Educação. Criou, em Londres-UK, a Metodologia dos Sons, para facilitação do aprendizado de línguas estrangeiras, com resultados expressivos.

No último mes de Junho recebeu o Título de Cidadania Ituana, em homenagem aos relevantes serviços prestados à Cidade que escolheu para morar, Itu.

Em suas palestras afirma que  "Ao Educador cabe a formação do cidadão global e do homem bondoso universal"

Leia mais artigos deste Colunista


Comente




Cadastre Sua Empresa Gratuitamente no Guia Comercial
Divulgue Seu Evento


Notícias


Eventos

Dia: 16/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 17/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 18/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 19/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 20/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 21/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 22/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Ouça ao vivo!

Ouça Ipanema FM Ouça 89 a Rádio Rock
Ouça Antena 1 Ouça Rádio Fox Rock