Guia Portal Sorocaba.com

Solicite seu orçamento para as empresas e profissionais cadastrados no Portal Sorocaba.com

Cadastre aqui sua empresa ou negócio!


Sorocaba, 21 de Novembro de 2019

ARTIGOS


Mulher, uma (urgente) mudança de paradigmas.

Por: Sidarta da Silva Martins



Mulher, uma (urgente) mudança de paradigmas.

“Hoje, dia 25 de Fevereiro, em apenas UM DIA, serão agredidas, espancadas, estupradas, E MORTAS, 550 MULHERES BRASILEIRAS!”

Este texto é dedicado a todas as mulheres que passaram por minha vida e, de uma forma ou de outra, me ajudaram a ter uma melhor visão sobre a graça e a beleza feminina, e a importância da mulher na construção de um mundo melhor, mais fraterno, mais acolhedor.

Todas as mulheres do Planeta deveriam ter acesso à leitura, estudo e debates sobre as ideias de Simone de Beauvoir, discutidas no livro “O SEGUNDO SEXO”. A internet está repleta de informações sobre este livro.

É fundamental que as mulheres percebam o quanto são usadas, enganadas, e, principalmente, levadas a pensar que são seres inferiores, atendendo ao interesse machista, que impera no mundo todo, com destaque para o Brasil.

AS MULHERES SÃO SUPERIORES!

São mais cordatas, são mais compreensivas, companheiras, amigas, dóceis, atenciosas, estudiosas, e, muito importante, são muito mais organizadas e centradas que os homens. Quando fazem um trabalho não deixam rebarbas, o fazem por completo.

Isso deixa os homens absolutamente raivosos. Só que não demonstram, ao invés disso perseguem as mulheres em casa, no trabalho, no transito. Fazem piadas maldosas, fazem insinuações maldosas, não raras vezes se utilizando do cargo que ocupam, e por aí vai.

E o mais triste de tudo, não dão a menor satisfação, agem como se nada tivesse acontecido.

Infelizmente muitas mulheres ainda aceitam a “cultura do machismo” e educam suas filhas dentro desta visão cultural, educam suas filhas para serem “dondocas”, para serem dependentes do homem, ou vão para o extremo, e educam suas filhas para serem “donas de casa”, ou seja, serviçais, o que é mais comum.

Porém a vida real é outra, e muitas vezes cruel. É preciso mudar! E urgentemente.

Em um momento da vida, já adultas, a Simone e sua irmã, que viviam dentro de uma cultura francesa totalmente machista, vão à mãe e pedem para que ela não interfira mais em suas vidas, para que conviva com elas como amiga e orientadora, não como determinadora do que fazer ou deixar de fazer. Explicam de forma educada, mas firme, que querem ter suas descobertas, seus tombos e levantares, para que possam aprender a viver como mulheres dignas. Pedem, inclusive, que sua mãe deixe de abrir suas cartas (hoje e.mails e facebooks).

A felicidade da mulher está no conhecimento, nas descobertas, no crescimento interior, nas realizações como participantes de uma Sociedade em ebulição, em constante transformação. A felicidade da mulher está no cair e no levantar, cada vez mais determinada e digna, está na imersão neste mundo novo que surge, na alegria de ver nascer um novo dia em suas vidas, na descoberta de um assunto novo, na descoberta de novos caminhos...

A felicidade da mulher não depende do homem, não está nas mãos dos homens, e de quem quer que seja. Isso é uma ilusão muito grande, construída pelo machismo reinante que diz que a mulher não dirige bem, que não fala outra língua, que não se vira sozinha, que não administra bem os negócios, que a mulher é confusa.

Confusos somos nós, os homens! O exemplo está na bagunça que está o Planeta Terra, que ficou nas mãos machistas por milhões de anos.

As mulheres confusas, em sua maioria, tem um homem que fica interferindo em suas vidas, e dizendo o que devem ou não fazer. Na administração de nosso país temos um exemplo vivo disso.

A felicidade da mulher depende, única, e exclusivamente, dela, das escolhas que faz, dos caminhos que escolhe seguir, da aceitação, ou não, do machismo reinante.

Quanto mais cresce nesta visão, melhores companheiros ou companheiras conquista, e se faz respeitar, com orgulho de SER MULHER, a cada dia, e em todos os dias, o orgulho de SER MULHER.

Claro, e isso é importante ressaltar, a felicidade de cada um de nós depende, única e exclusivamente, de cada um de nós. Não há que se culpar este ou aquele. Nós fazemos nossas escolhas. Nada a lamentar, nada a lamuriar, somente a aceitar.

E a mulher precisa, ou melhor, pode (vejam como o machismo se apresenta a todo instante), aprender a fazer escolhas pela felicidade interior, que irá refletir na felicidade exterior, na educação correta dos filhos, e das filhas, na convivência harmônica com o companheiro ou companheira de jornada, na vivência plena de acordo com o momento histórico que vivemos.

A felicidade da mulher NÃO depende do homem. Há que se mudar esta ideia estapafúrdia, enganosa e enganadora.

A felicidade tem que ser uma troca constante, onde, tanto os homens, quanto as mulheres, ganham. Tem que ser jogo de “ganha/ganha”, onde todos saem felizes, sempre!

Eu fui convidado, em meus tempos de USP, e depois, mais tarde, em um Curso de Tradutor, em São Paulo, a expressar por escrito minhas ideias sobre a mulher, já que vão "de encontro" à visão arcaica que se manteve até hoje.

Tenho escrito poesias, textos, e tenho aceito convites para uma palestra intitulada “Só para mulheres”, o que tem me proporcionado um bonito retorno e muita alegria. Entretanto nunca havia compreendido bem o tema até notar que agora a mulher tem sido muito mais agredida e enganada que no passado. As agressões, em sua maioria, são veladas, evitando hematomas, como fazem os torturadores de todos os tempos.

Agora compreendo melhor. Demorou mas aqui estamos.

Acredito que esta contribuição fará com que se acenda uma luz, e que esta luz possa levar à reflexão e ao debate sobre este assunto. Não só por parte de órgãos públicos, eu não acredito neles, mas, e principalmente, por parte das mulheres. Que estas formem grupos de discussão em casa, nas escolas, nos teatros, nos grupos de bate-papo, nos faces da vida, e discutam esse assunto à exaustão.

Hoje, dia 25 de Fevereiro, em apenas UM DIA, serão agredidas, espancadas, estupradas, E MORTAS, 550 MULHERES BRASILEIRAS!

Que país é este?

Não computo aqui as sacanagens e jogo emocional, o machismo, o engodo, e a sacanagem da superioridade masculina, tentando fazer parecer que “sem o homem a mulher não sobrevive”.

Sobrevive, e muito bem!

Aliás, sobrevivem bem melhor, pois deixam de ser bloqueadas em suas buscas, em suas conquistas, em seus sonhos, em suas realizações, pela interferência de seres incompetentes que não admitem a pequenez de visão, a pequenez da vida que levam.

HÁ QUE SE PARAR ISSO! HÁ QUE SE MUDAR A HISTÓRIA.

....

O texto publicado neste artigo é de responsabilidade do autor, e pode nao expressar a opiniao total ou parcial do Portal Sorocaba On-Line S/C Ltda sobre o assunto. Boa leitura!

Sidarta da Silva Martins

Sidarta da Silva Martins, linguista, escritor, poeta, compositor e pesquisadorem comunicação, recentemente assumiu, em Itu/SP, a cadeira número 20 da ACADIL. Já ocupava a cadeira 71 da Academia Nacional do Portal do Poeta Brasileiro e a cadeira 92 da ALB/SP. É formado em Comunicação Social pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), Mestre em Administração de Empresas pela Universidade Metodista de Piracicaba (UNIMEP). Desde 2003 é Professor Titular do Curso de Gestão da Universidade Paulista (UNIP), em Jundiaí. Além de pesquisas na área de Administração, atua  nas áreas de Lingüística, de Recursos Humanos - RH e do  Desenvolvimento Humano. Trabalhou e estudou nos Estados Unidos e na Europa. Há mais de vinte anos apresenta os resultados de seus trabalhos em palestras e seminários sobre Aprendizado de Línguas Estrangeiras, Treinamento e Desenvolvimento de RH e Liderança, em congressos realizados no Brasil e no exterior. É palestrante do Congresso Saber, o mais importante do país na área de Educação. Criou, em Londres-UK, a Metodologia dos Sons, para facilitação do aprendizado de línguas estrangeiras, com resultados expressivos.

No último mes de Junho recebeu o Título de Cidadania Ituana, em homenagem aos relevantes serviços prestados à Cidade que escolheu para morar, Itu.

Em suas palestras afirma que  "Ao Educador cabe a formação do cidadão global e do homem bondoso universal"

Leia mais artigos deste Colunista


Comente




Cadastre Sua Empresa Gratuitamente no Guia Comercial
Divulgue Seu Evento


Notícias


Eventos

Dia: 21/11/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 22/11/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 23/11/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 24/11/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 25/11/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 26/11/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 27/11/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Ouça ao vivo!

Ouça Ipanema FM Ouça 89 a Rádio Rock
Ouça Antena 1 Ouça Rádio Fox Rock