Guia Portal Sorocaba.com

Solicite seu orçamento para as empresas e profissionais cadastrados no Portal Sorocaba.com

Cadastre aqui sua empresa ou negócio!


Sorocaba, 16 de Julho de 2019

ARTIGOS


Dos relacionamentos e das relações

Por: Sidarta da Silva Martins



Falar em relacionamento é falar em troca, em parceria, em crescimento.

Não se pode pensar em uma relação entre duas pessoas sem que uma esteja preocupada com o bem estar da outra, sem que ambas estejam preocupadas com a felicidade em seu sentido amplo, que transcende, que sai do `pensar em si´ para encantar a outra alma; aquela felicidade que afoga, que causa falta de ar.

E quando se fala de relacionamento humano, fala-se de um relacionamento entre dois seres que foram dotados de algo especial, da capacidade de raciocínio que lhes permite criar, inovar, refletir, mudar. Fala-se do único ser no universo conhecido por nós, dotado da capacidade de alterar o rumo da História, da própria e dos semelhantes.

Fala-se de amor!

Aos poucos, com as descobertas que estão sendo feitas sobre o funcionamento de nosso cérebro, passamos a compreender melhor nossa atuação como seres interdependentes, que necessitam do relacionamento para poder conhecer a si próprios.

A área das emoções é a principal fonte de pesquisa hoje, pois rege o comportamento do ser humano e suas reações em relação às mais diferentes situações.

Quando, no século passado, Freud mostrou ao mundo a existência de uma vida interior, que interage com a exterior, moldando nosso relacionamento com tudo que nos cerca, pessoas, objetos, plantas, árvores, céu, na realidade abriu para nós a porta da consciência, mostrando que vivemos aquilo que somos psiquicamente, que somos os donos de nossa felicidade, que somos os responsáveis por nossos destinos.

Muitos outros, em sua época, final do Século XIX e primeira metade do Século XX, como Melanie Klein, por exemplo, também deram sua contribuição para o desenvolvimento do pensamento psicanalítico - que se dedica ao conhecimento da mente humana e de seu relacionamento com o meio ambiente, com o objetivo de proporcionar a sanidade ao ser humano - ora apoiando o pensamento freudiano, ora discordando, como foi o caso de Alfred Adler.

Porém, um traço marcante na Psicanálise daquele período, foi a dedicação ao estudo do sexo, e da vida sexual do ser humano, na tentativa de auxiliá-lo no seu relacionamento com o semelhante.

No Brasil, mais recentemente, seguindo uma tendência mundial de pesquisas nesta área do conhecimento humano, o Dr. Norberto Keppe, que trabalhou com os maiores nomes da corrente psicanalítica de Viena, cidade de Freud, desenvolveu, no Hospital das Clínicas de São Paulo, a Psicanálise Integral, mais tarde batizada de Trilogia Analítica, mostrando que o ser humano é constituído de Pensamento (filosofia de vida), Espiritualidade (sua crença) e Ação (aquilo que pratica em seu dia a dia). A sanidade é o equilíbrio entre essas três áreas.

Eu entendo que a amizade, o afeto e o amor podem ser o ponto de equilíbrio da balança, levando o ser humano a uma vida mais ativa e mais produtiva em todos os campos.

Da vida sexual e dos relacionamentos

Apesar de tantos estudos nesta área, vemos que a questão sexual ainda é um tabu que aterroriza a vida da maioria dos seres humanos, tanto dos ocidentais como dos orientais.

De um lado, a liberalização total, uma sociedade do `tudo pode´; no outro extremo uma sociedade de opressão a este aspecto importante da vida, uma sociedade do `tudo é proibido´, uma sociedade da castração ao afeto - existem países que criaram polícias especiais para vigiar esta área e para punir, inclusive com a morte, homens e, principalmente mulheres, que ousam demonstrar afeto em público.

Para onde ir?

Para a felicidade, para uma vida de equilíbrio, que proporcione ao ser humano a alegria de ser, a alegria de sentir, a alegria de realizar, a alegria de ver resultados.

A vida sexual é como a vida no trabalho, na escola, em família, é uma coisa natural, que deve ser vivida naturalmente. Como nos outros setores de nossa existência, precisa ser vivida com afeto, com amor, com dedicação diária.

Você pode deixar de se dedicar ao trabalho, à escola, à família, aos amigos?

Não!

Da mesma forma não pode deixar de lado este aspecto de sua vida, não pode deixar de `adubar o relacionamento´, não pode esquecer das flores, das surpresas, do afago, como não pode esquecer das palavras `amor´, `benzinho´, `querida´, `querido´. Não pode deixar de lado as vontades do outro, os caprichos dos outro, mesmo que os ache fantasias. Não pode deixar de ouvir o outro para que, assim, se estabeleça o diálogo.

No Brasil o machismo ainda é muito arraigado, resultado de uma sociedade absurdamente patriarcal, onde a vontade da mulher não é levada em conta.

Se a mulher conquistou muitos direitos, ainda é tímida em relação às questões que dizem respeito ao relacionamento diário e ao sexo. Ainda não aprendeu a `convidar´ o marido ou o companheiro para irem a um motel, por exemplo, uma fantasia que habita a cabeça de milhões de mulheres e não é realizada. Não aprendeu a dizer do que gosta na relação, não aprendeu a dizer que está cansada, que precisa de ajuda com os filhos, com os demais afazeres da casa. Não aprendeu a mostrar insatisfação, e satisfação também.

Compete aos homens dizer a elas, através de atos, que, pouco a pouco, com as novas descobertas, está acontecendo uma mudança de pensamento. Eles devem mostrar que também são carentes e também esperam iniciativas por parte das companheiras, dividindo a carga.

Ao agirem assim estarão colocando afeto e amor nas relações, estarão melhorando a qualidade de vida, estarão melhorando a qualidade de vida dos filhos, que aprendem com os pais as regras sociais, que copiam dos pais a receita do bem viver.

O machismo é uma carga cultural muito pesada!

Se Freud foi o gênio que nos alertou para a vida sexual, relacionando-a ao afeto, com o passar dos tempos fomos levados a compreender que a vida sexual e afetiva nada mais é, e assim deve ser, que a expressão diária do amor verdadeiro, que eleva, que ajuda, que constrói.

Negar isso é negar a própria essência da criação.

O texto publicado neste artigo é de responsabilidade do autor, e pode nao expressar a opiniao total ou parcial do Portal Sorocaba On-Line S/C Ltda sobre o assunto. Boa leitura!

Sidarta da Silva Martins

Sidarta da Silva Martins, linguista, escritor, poeta, compositor e pesquisadorem comunicação, recentemente assumiu, em Itu/SP, a cadeira número 20 da ACADIL. Já ocupava a cadeira 71 da Academia Nacional do Portal do Poeta Brasileiro e a cadeira 92 da ALB/SP. É formado em Comunicação Social pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), Mestre em Administração de Empresas pela Universidade Metodista de Piracicaba (UNIMEP). Desde 2003 é Professor Titular do Curso de Gestão da Universidade Paulista (UNIP), em Jundiaí. Além de pesquisas na área de Administração, atua  nas áreas de Lingüística, de Recursos Humanos - RH e do  Desenvolvimento Humano. Trabalhou e estudou nos Estados Unidos e na Europa. Há mais de vinte anos apresenta os resultados de seus trabalhos em palestras e seminários sobre Aprendizado de Línguas Estrangeiras, Treinamento e Desenvolvimento de RH e Liderança, em congressos realizados no Brasil e no exterior. É palestrante do Congresso Saber, o mais importante do país na área de Educação. Criou, em Londres-UK, a Metodologia dos Sons, para facilitação do aprendizado de línguas estrangeiras, com resultados expressivos.

No último mes de Junho recebeu o Título de Cidadania Ituana, em homenagem aos relevantes serviços prestados à Cidade que escolheu para morar, Itu.

Em suas palestras afirma que  "Ao Educador cabe a formação do cidadão global e do homem bondoso universal"

Leia mais artigos deste Colunista


Comente




Cadastre Sua Empresa Gratuitamente no Guia Comercial
Divulgue Seu Evento


Notícias


Eventos

Dia: 16/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 17/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 18/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 19/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 20/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 21/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 22/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Ouça ao vivo!

Ouça Ipanema FM Ouça 89 a Rádio Rock
Ouça Antena 1 Ouça Rádio Fox Rock