Guia Portal Sorocaba.com

Solicite seu orçamento para as empresas e profissionais cadastrados no Portal Sorocaba.com

Cadastre aqui sua empresa ou negócio!


Sorocaba, 18 de Novembro de 2019

ARTIGOS


Questão de necessidade

Por: Neto Canineu



Quantos jogadores de futebol profissional Sorocaba revelou para o cenário nacional nos últimos 15 anos??? Me corrijam se eu estiver errado mas desde de Tupãnzinho e Guinei, vendidos para o Corinthians am 1990, e campeões brasileiros naquele mesmo ano, não me lembro de nenhum. Coincidentemente ou não nesse mesmo período Sorocaba esteve fora da elite do futebol paulista e brasileiro, com os times locais disputando apenas divisões menores. Como me recuso a acreditar que numa cidade com o tamanho da nossa não tenha existido material humano suficientemente bom para ser revelado para o Brasil e para o mundo, minha tese é que a ausência de um time local na primeira divisão do futebol paulista está diretamente associada ao fato de nenhum jogador local ter contundentemente despontado na elite do futebol brasileiro nesse período. Sorocaba precisa de um time forte na primeira divisão para dar vazão ao talento espalhado pelos quatro cantos dessa cidade e região, que juntos tem mais de 1 milhão de habitantes.

Me lembro da minha infância na década de 80, quando meu pai me levava ao CIC aos domingos para assistir o São Bento jogando pelo Campeonato Paulista. Quase invariavelmente o estádio estava cheio, independentemente de quem era o adversário. Logicamente que os jogos contra os grandes de São Paulo despertavam um interesse maior, mas de qualquer forma o São Bento em si era a maior atração. Como toda criança eu sonhava em me tornar jogador de futebol profissional e o São Bento era o passaporte para aquela realidade que me maravilhava todos os domingos.

Com o São Bento fora da primeira divisão não só a cidade ficou órfã daquela opção de lazer e socialização, como os jovens viram minguar a oportunidade de atingirem o nível mais alto do futebol paulista através de uma agremiação local. Os anos se sucederam e ao invés da tão sonhada volta à elite, o São Bento experimentou constantes descensos, que só não o levaram em duas oportunidades à quarta divisão do futebol paulista pela falta de estrutura dos clubes que tinham direito ao acesso, impossibilitados de cumprir as exigências da Federação Paulista de Futebol para clubes da terceira divisão. O Atlético Sorocaba nasceu em 1992, mas a escalada ao topo é árdua e lenta, e o acesso à primeira divisão somente veio em 2003 depois de muito sacrifício.

Diante dessa situação muitos jovens locais preferiram tentar a sorte em outros clubes fora de Sorocaba, o que sempre representa uma dificuldade maior devido a fatores como a distância da família, os custos dessa empreitada, a falta de familiaridade com o novo ambiente, etc. Outros continuaram suas jornadas nos clubes locais, mas se a caminhada era facilitada pela conveniência de estar perto de casa, os percalços eram enormes devido a completa falta de estrutura dos clubes. Num país que vive constantemente em crise financeira é difícil angariar fundos para o esporte em qualquer circunstância. Essa situação fica mais complicada ainda quando o time não tem exposição suficiente que garanta de alguma forma retorno àquele que está investindo. Esse é o caso de um time disputando uma divisão menor do futebol brasileiro. Agora se as coisas são difíceis no nível profissional elas se tornam praticamente impossíveis nas categorias de base. Porém mesmo diante de tamanha dificuldade alguns meninos conseguiam chegar ao elenco profissional dos clubes locais. No entanto sem visibilidade e divulgação os poucos que conseguiam se destacar nesse ambiente não tinham acesso direto a um clube da capital como nas décadas de 70 e 80, tendo que enfrentar outros estágios em clubes intermediários, na esperança de um dia alcançarem tal oportunidade. Essa foi a realidade do futebol sorocabano por quase 15 anos.

Felizmente esse ciclo foi quebrado com o acesso do Atlético Sorocaba à série A-1 do Campeonato Paulista em 2003. Desde então fatos inusitados começaram a surgir no dia-a-dia do futebol sorocabano. O jogador sorocabano Alemão, formado nas categorias de base do Atlético Sorocaba, foi vendido ao E. C. Bahia em 2004. Em mais um reflexo positivo do acesso, no mesmo ano dois atletas dos juniores do Atlético, depois de uma campanha vitoriosa no Campeonato Paulista da categoria, foram pré-selecionados para a Seleção Brasileira Sub-20. Evidentemente essas coisas não acontecem por acaso. Incontestavelmente existe uma correlação de causa e efeito entre os acontecimentos. Será que num período de quase quinze anos não tivemos ninguém com capacidade suficiente para alcançar a mesma projeção??? Esse é o mínimo de exposição que o talento local necessita para consistentemente esgotar todo o seu potencial. É uma questão de necessidade?

É com muita alegria que vejo o São Bento caminhando para uma eventual volta à elite do futebol paulista. As quatro vitórias em quatro jogos (ainda que a última tenha sido por W.O.) é um indício de que isso tem tudo para acontecer, especialmente num ano em que quatro equipes sobem para a série A-1. Do outro lado da moeda está o Atlético que figura entre os últimos colocados da série A-1, o que significaria descenso para a segunda divisão caso a competição terminasse hoje. De qualquer forma fica a torcida para uma rápida recuperação do Atlético e para a manutenção do São Bento nas primeiras colocações da série A-2. Sorocaba ficou mais de uma década distante da elite do futebol, e seria uma tragédia ter nossa juventude novamente privada dos benefícios que essa condição traz. Ao mesmo tempo seria uma benção ter isso multiplicado por dois com Atlético Sorocaba e São Bento juntos na primeira divisão.

O texto publicado neste artigo é de responsabilidade do autor, e pode nao expressar a opiniao total ou parcial do Portal Sorocaba On-Line S/C Ltda sobre o assunto. Boa leitura!

Neto Canineu

é ex-jogador de futebol profissional com passagens por Corinthians, Fluminense e São Bento. Também é técnico de futebol universitário nos EUA, estando a frente dos programas de futebol da University of the Cumberlands, no estado do Kentucky. Formado em Administração de Empresas, Gerenciamento Esportivo e Educação Física nos EUA (Union College - Kentucky), Neto também faz parte do Programa de Desenvolvimento Olímpico norte-americano e ministra clínicas de futebol por todo o país. Atualmente cursando o MBA, Neto pretende se formar nos próximos dois anos.

Leia mais artigos deste Colunista


Comente




Cadastre Sua Empresa Gratuitamente no Guia Comercial
Divulgue Seu Evento


Notícias


Eventos

Dia: 18/11/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 19/11/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 20/11/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 21/11/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 22/11/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 23/11/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 24/11/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Ouça ao vivo!

Ouça Ipanema FM Ouça 89 a Rádio Rock
Ouça Antena 1 Ouça Rádio Fox Rock