Guia Portal Sorocaba.com

Solicite seu orçamento para as empresas e profissionais cadastrados no Portal Sorocaba.com

Cadastre aqui sua empresa ou negócio!


Sorocaba, 20 de Julho de 2019

ARTIGOS


O segredo do sucesso

Por: Neto Canineu



Sempre que posso uso a Internet para matar as saudades do Brasil. Morando nos Estados Unidos a sete anos, uma das coisas que mais sinto falta é da forte presença do esporte no cotidiano das pessoas, principalmente do futebol. De uma forma ou de outra o futebol é assunto obrigatório na vida das pessoas, mesmo daquelas que não são muito fàs da coisa (às vezes me pergunto se realmente existem tais pessoas...). Um dos assuntos preponderantes na mídia atualmente, além da polêmica da arbitragem que certamente manchou o Campeonato Brasileiro, são os constantes prêmios e reconhecimentos que o jogador Ronaldinho vem recebendo mundo a fora. O brasileiro está prestes a unificar o título de melhor jogador do planeta, uma vez que acaba de ser indicado como finalista do prêmio concedido pela FIFA, após ter sido premiado pela revista francesa France Football e pelo sindicato internacional dos jogadores profissionais de futebol. Tais títulos vem a coroar a genialidade do jogador, demonstrada durante uma temporada irrepreensível que trouxe de volta um brilho que por muitos anos esteve ausente do Barcelona, um dos mais tradicionais clubes do futebol mundial. Por mais que isso não me surpreenda, pois como brasileiro sei o berço que tem o jogador gaúcho, vivo num país que investe milhões e milhões de dólares todos os anos na tentativa de criar um ambiente em que seja possível o desenvolvimento de jovens jogadores de futebol com essa natureza criativa, e o fato de o Brasil revelar anualmente jogadores com o potencial demonstrado por Ronaldinho, mais do que surpreender chega a chocar os americanos.

Obviamente o que choca não é a capacidade do jogador, muito menos o mérito do brasileiro no recebimento de tais prêmios. Isso não se discute. O que realmente alarma as pessoas é a facilidade de um país em gerar talentos de maneira tão constante. Se Ronaldinho for confirmado melhor do mundo pela FIFA, em onze anos, ou onze edições do prêmio, teremos tido quatro jogadores aclamados como melhores do mundo, nada mais nada menos do que em sete ocasiões: Romário (1994), Ronaldo (1996,1997 e 2002), Rivaldo (1999) e Ronaldinho (2004 e 2005). Diante de tais números são naturais as perguntas sobre a existência de uma possível fórmula mágica para o desenvolvimnto desse talento. Como um brasileiro nos EUA, me deparo frequentemente com essas questões. No meu caso porém a situação é especial porque sou técnico de futebol por aqui, e as pessoas assumem que por causa da minha nacionalidade tenho os segredos da tal fórmula mágica.

A verdade é que não existe nenhuma fórmula mágica mas sim um ambiente extremamente propício e favorável para o desenvolvimento do talento futebolístico no Brasil. Como mencionado no começo deste artigo, no Brasil o futebol está enraizado na vida das pessoas. Para onde se olha, seja qual for o veículo de comunicação, algum comentário, foto, ou notícia sobre o esporte lá estará presente. O futebol é tão significativo no país que o Presidente da República nos últimos meses repetidas vezes fez analogias entre o rumo do seu governo e a situação político-econômica do país com a situação do Corinthians, seu time do coração. Nove entre dez meninos até dez anos de idade quando perguntados o que querem ser quando crescer terão a resposta na ponta da língua: quero ser jogador de futebol. Essa paixão pelo esporte é refletida na prática extensiva do esporte. Meninos jogam futebol no quintal de suas casas com o irmão caçula ou com os colegas na rua. Jogam futebol na escola, seja em equipes organizadas nas aulas de educação física, ou simplesmente no recreio, chutando latinhas de refrigerante amassadas. Jogam futebol por equipes organizadas ou não, afiliadas a uma liga ou não, em campos e quadras de grama, terra, cimento, ou onde quer que seja. Mas invariavelmente, faça chuva ou faça sol, jogam futebol... Depois quando chegam bem cansados em casa, antes mesmo de fazer qualquer coisa, ligam a televisão na esperança de assistir um jogo de futebol ou ao menos um programa esportivo do gênero.

No aspecto instrutivo do esporte penso que até deixamos a desejar. Depois de fazer muitos cursos com treinadores de todos os lugares do mundo e conviver com muitos deles cheguei a conclusão que no que diz respeito ao futebol como matéria teórica o Brasil está longe de oferecer a qualidade ostentada por seus craques nos campos do mundo inteiro. Mostra disso é que somente este ano a nossa entitade máxima do esporte, a CBF, começou a ventilar a possibilidade de criar uma escola para educação de técnicos na modalidade, com a supervisão da comissão técnica da seleção brasileira. Outros países como Inglaterra, Holanda e Alemanha fazem isso a muito tempo. No entretanto essa falta de instrução talvez seja razão primordial para o desenvolvimento de um aspecto único do talento brasileiro no esporte. Admirada e principalmente valorizada em escala mundial, a criatividade do jogador brasileiro é certamente um dos maiores produtos de exportação que o nosso país tem a oferecer. O interessante é que essa falta de instrução adequada passa a ser um ingrediente especial dessa nossa miraculosa fórmula mágica. Acontece que meninos acabam por descobrir aspectos técnicos e táticos do esporte por eles mesmos, sem que seja preciso alguém instruí-los nesse sentido, e isso indiscutivelmente os fazem melhores jogadores de futebol.

Finalmente, o futebol no Brasil está inserido em um contexto sócio-econômico-cultural que dá a ele uma peculiaridade impossível de ser recriada em qualquer outro lugar do mundo. No Brasil, para milhares de meninos o futebol é o único meio de ascenção social no decorrer de suas vidas. Caso não se tornem bem sucedidos através do esporte, a grande maioria desses garotos está fadada à pobreza e à reclusao social. Por isso muitos deles não hesitam em deixar de frequentar a escola para poder oferecer total dedicação ao esporte. Muitos deles também deixam suas casas em tenras idades para morar em condições no mínimo suspeitas em alojamentos de clubes espalhados pelo país. É incrível mas se olharmos a estória de vida da grande parte dos craques brasileiros (certamente dos quatro menciondos no primeiro parágrafo deste artigo) veremos que sua origem humilde é definitivamente um ponto em comum. Assim a instabilidade sócio-econômica que o país atravessa é tambem fator determinante na formação de jovens talentos no futebol.

Evidentemente existe um aspecto importante a ser considerado nesse processo que é justamente o talento natural dos brasileiros para a prática do esporte. Mas acredito tanto na maior importância do ambiente na formação dos nossos craques que chego a pensar que Édson não se tornaria Pelé se tivesse nascido nos EUA e Ronaldo não se tornaria Ronaldinho se tivesse nascido no Canadá. Dessa maneira por mais que nossos craques sejam artigo de exportação, a fórmula mágica está destinada a permanecer no Brasil... pra sempre.

Até a próxima!

O texto publicado neste artigo é de responsabilidade do autor, e pode nao expressar a opiniao total ou parcial do Portal Sorocaba On-Line S/C Ltda sobre o assunto. Boa leitura!

Neto Canineu

é ex-jogador de futebol profissional com passagens por Corinthians, Fluminense e São Bento. Também é técnico de futebol universitário nos EUA, estando a frente dos programas de futebol da University of the Cumberlands, no estado do Kentucky. Formado em Administração de Empresas, Gerenciamento Esportivo e Educação Física nos EUA (Union College - Kentucky), Neto também faz parte do Programa de Desenvolvimento Olímpico norte-americano e ministra clínicas de futebol por todo o país. Atualmente cursando o MBA, Neto pretende se formar nos próximos dois anos.

Leia mais artigos deste Colunista


Comente




Cadastre Sua Empresa Gratuitamente no Guia Comercial
Divulgue Seu Evento


Notícias


Eventos

Dia: 20/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 21/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 22/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 23/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 24/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 25/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 26/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Ouça ao vivo!

Ouça Ipanema FM Ouça 89 a Rádio Rock
Ouça Antena 1 Ouça Rádio Fox Rock