Guia Portal Sorocaba.com

Solicite seu orçamento para as empresas e profissionais cadastrados no Portal Sorocaba.com

Cadastre aqui sua empresa ou negócio!


Sorocaba, 16 de Julho de 2019

ARTIGOS


O jogo das estrelas

Por: Neto Canineu



Todo ano, as ligas que organizam os cinco principais esportes coletivos praticados nos EUA (futebol americano, basquete, beisebol, hóquei e futebol) promovem o chamado Jogo das Estrelas. Esse jogo acontece numa única data que geralmente marca a metade da temporada do esporte em questão. A seleção dos jogadores é feita através da participação do público, que vota para escolher seu time ideal, e dos treinadores que tem a palavra final na determinação dos dois times que são formados para a partida. O evento, que é realizado em lugares diferentes todos os anos, reúne milhares de pessoas e é televisionado para outras centenas de milhares (senão milhões). Apesar do Jogo das Estrelas se constituir em um excelente tema para futuros artigos, estou usando-o simplesmente para ilustrar o verdadeiro tema desse artigo que é a motivação que o reconhecimento de um trabalho bem executado proporciona no desempenho de uma dada função. Ainda que esse conceito possa ser amplamente aplicado a qualquer ambiente de trabalho, vou me ater ao ambiente esportivo, que é a minha área de conhecimento.

É da natureza humana a busca por um reconhecimento externo. A satisfação interior em ter desempenhado com excelência uma certa tarefa, apesar de muitas vezes ser suficiente para a realização pessoal de um indivíduo, pode em qualquer circunstância ser complementada por um reconhecimento externo, na forma de um sorriso, um elogio, uma gratificação, um prêmio ou uma promoção. Infelizmente, porém, a maioria dos esforços e vitórias diárias são passadas desapercebidas. Não existe em nossa cultura um interesse maior em recompensar de uma maneira consistente e generalizada às pessoas que se destacam no desempenho de suas funções, no nosso caso as modalidades esportivas. No final de cada competição as melhores equipes são premiadas, o que constitui um dos pilares do esporte, e é fundamental para a caracterização do mesmo. Mas e aquele atleta extremamente dedicado e talentoso que não teve a chance de disputar as finais? E aquele criança que demonstrou uma evolução excepcional no decorrer da competição ou mesmo de um ano para o outro? Não mereceriam eles serem reconhecidos de alguma forma?

Evidentemente, instituições nacionais como a Confederação Brasileira de Futebol e o Comitê Olímpico Brasileiro, promovem anualmente a escolha de, respectivamente, uma seleção dos melhores jogadores do campeonato brasileiro de futebol, dos melhores atletas brasileiros em específicas modalidades esportivas e do melhor atleta brasileiro em geral. Porém, essa é uma iniciativa isolada no topo da pirâmide que representa a estrutura do esporte nacional. Diferentemente do que acontece nos EUA, não existe a preocupação em reconhecer o trabalho e evolução demonstrados em todo o resto dessa pirâmide.

Esse tipo de reconhecimento está enraizado na cultura americana. Em todo ambiente esportivo existe uma preocupação em recompensar não somente as equipes mas os indivíduos que trabalham duro para se destacar. O conceito do Jogo das Estrelas começa cedo, e é acentuado a partir das competições colegiais. Todas as ligas esportivas sejam elas infantis ou adultas, escolhem ao término de suas competições uma seleção dos melhores jogadores. Na verdade na maioria das vezes dois ou três equipes são selecionadas. Além disso, dois outros prêmios quase sempre acompanham a seleção dos melhores jogadores. O primeiro deles intitulado MVP ("most valuable player") é dado ao melhor ou mais valioso jogador da competição. O segundo, tão ou talvez mais importante que o primeiro, é chamado MIP ("most improved player") e é conferido ao atleta que demonstrou maior evolução de uma temporada para a outra ou no decorrer da competição. Como esporte e educação andam de mãos dadas, sendo o primeiro praticado no ambiente escolar, paralelamente à seleção dos melhores jogadores as ligas escolares formam equipes constituídas por atletas das diferentes equipes participantes que no decorrer da competição demonstram melhor desempenho acadêmico. As premiações não param por aí. É muito comum cada instituição individualmente escolher e premiar os seus próprios atletas, assim como elas extensivamente premiam seus alunos com desempenhos escolares destacados.

Talvez mais significante que o reconhecimento em si seja o efeito cadeia que ele causa. A premiação tem um efeito positivo generalizado na comunidade da pessoa que a recebeu. Membros da equipe de uma atleta premiado são contagiados por tal evento e motivados a redobrarem seus esforços para que sejam alvo de reconhecimento semelhante. A probabilidade de que a própria pessoa repita o comportamento que a levou a tal premiação também é consideravelmente aumentada. Todo esse efeito é potencializado quando crianças são recipientes de tal estímulo. Pais encorajados pelo desempenho de seus filhos participam mais efetivamente e não medem esforço para que eles continuem no mesmo caminho. Desempenho destacados atraem patrocinadores que destinam fundos para o esporte e possibilitam assim uma melhor organização e maior estrutura. E a sociedade como um todo é a grande beneficiada já que todo esse ciclo transforma o esporte num grande negócio que oferece oportunidades de emprego a milhares de pessoas, além de significar saúde e proporcionar educação a seus participantes.

A verdade é que um pequeno pedaço de papel com os dizeres: "José da Silva - Jogador do Ano da Liga Municipal de Sorocaba de Futsal - Categoria Mirim" teria um valor infinitamente maior que os cinqüenta centavos que aquele material representaria e os cinco minutos necessários para a confeccão de tal certificado.

Até a próxima!

O texto publicado neste artigo é de responsabilidade do autor, e pode nao expressar a opiniao total ou parcial do Portal Sorocaba On-Line S/C Ltda sobre o assunto. Boa leitura!

Neto Canineu

é ex-jogador de futebol profissional com passagens por Corinthians, Fluminense e São Bento. Também é técnico de futebol universitário nos EUA, estando a frente dos programas de futebol da University of the Cumberlands, no estado do Kentucky. Formado em Administração de Empresas, Gerenciamento Esportivo e Educação Física nos EUA (Union College - Kentucky), Neto também faz parte do Programa de Desenvolvimento Olímpico norte-americano e ministra clínicas de futebol por todo o país. Atualmente cursando o MBA, Neto pretende se formar nos próximos dois anos.

Leia mais artigos deste Colunista


Comente




Cadastre Sua Empresa Gratuitamente no Guia Comercial
Divulgue Seu Evento


Notícias


Eventos

Dia: 16/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 17/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 18/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 19/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 20/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 21/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 22/07/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Ouça ao vivo!

Ouça Ipanema FM Ouça 89 a Rádio Rock
Ouça Antena 1 Ouça Rádio Fox Rock