Guia Portal Sorocaba.com

Solicite seu orçamento para as empresas e profissionais cadastrados no Portal Sorocaba.com

Cadastre aqui sua empresa ou negócio!


Sorocaba, 18 de Novembro de 2019

ARTIGOS


A obrigatoriedade da educação física nas escolas

Por: Neto Canineu



Desde meu primeiro artigo tenho repetidamente destacado o talento natural do nosso povo para prática de esportes. Penso que temos uma aptidão corporal especial para o desenvolvimento de atividades físicas. Embora sinceramente acredite nessa teoria, ultimamente comecei a me indignar sobre o porquê de tal situação. Depois de muito refletir e comparar dados e experiências vividas no Brasil e EUA, cheguei a conclusão de que entre outras coisas devemos essa diferenciação às aulas de Educação Física, parte fundamental do componente curricular nas escolas.

Não preciso fazer muito esforço para lembrar das minhas aulas de Educação Física. Esperava ansiosamente por elas, apesar de saber que na maioria das vezes não poderíamos jogar futebol já que este esporte não era componente da aula. Cada ano letivo era dividido entre atletismo, voleibol, basquete e handebol, além de outras atividades recreativas inseridas no decorrer do processo. Durante cada trimestre um específico esporte era tema das aulas. Inicialmente noções teóricas eram aplicadas, seguidas numa segunda fase de exercícios práticos referentes àquela modalidade. Finalmente a etapa era complementada pela prática do esporte propriamente dito. No final de cada etapa os alunos eram avaliados. Se naquela época me recusava a entender a importância de se ter uma noção geral de outras modalidades esportivas, bem como dos diferentes aspectos da coordenação motora propiciada por cada uma delas, hoje vejo as maravilhas que aquelas aulas representam para uma criança ou adolescente em desenvolvimento.

Em muitos países a Educação Física não faz parte do currículo escolar. Nos EUA a obrigatoriedade da Educação Física nas escolas varia de estado para estado já que a constituição determina que os estados têm autonomia para decidir qualquer questão que não esteja relacionada com a economia. Nos estados em que a Educação Física faz parte do currículo escolar as aulas muitas vezes se limitam a um instrutor segurando uma bola e um apito perguntando aos estudantes o que querem fazer naquele dia. O resultado final dessa equação é um povo que no geral apresenta uma coordenação motora abaixo da média e tem uma tendência excessiva ao sedentarismo.

Durante meus anos de faculdade no estado do Kentucky me deparei com situações nas aulas práticas do curso de Educação Física que hoje me permitem fazer tal afirmação. Indivíduos em geral têm dificuldade para desempenhar as mais simples tarefas como, por exemplo, saltar um obstáculo. O mais interessante é que mesmo atletas são vítimas desse problema. Atletas de futebol americano, por exemplo, quando submetidos a uma atividade outra do que aquela a que eles desempenham regularmente tem extrema dificuldade em se adaptar. Em contrapartida os brasileiros com que tive contato nesse ambiente, independentemente da região do Brasil que eram provenientes, sempre se mostraram confortáveis no desempenho das mais variadas atividades físicas. Evidentemente totais créditos devem ser dados às aulas de Educação Física que receberam nas escolas.

A questão da obrigatoriedade das aulas de Educação Física nas escolas brasileiras que já esteve discussão em anos anteriores veio a ser fortalecida com a implementação do "Programa Esporte na Escola" em 21 de Junho de 2001. O objetivo do programa que atende 36 milhões de crianças em todo o país é valorizar as práticas esportivas no interior da escola, constituindo-se numa contribuição singular para o futuro do esporte no país. Além disso, o programa propicia melhoria da qualidade de vida e do estado de saúde da população brasileira a longo prazo, além de ter um papel coadjuvante no combate às drogas, à violência, na formação social, no aprimoramento da personalidade das crianças, entre outros benefícios sociais.

Ponto para o Brasil! Se a tendência for mantida o sonho de transformarmos nosso país em uma potência mundial em esportes pode brevemente se tornar realidade. No dia em que isso acontecer que as glórias desse feito sejam divididas com todos os professores de Educação Física do país que semearam esse processo.

Até a próxima!

O texto publicado neste artigo é de responsabilidade do autor, e pode nao expressar a opiniao total ou parcial do Portal Sorocaba On-Line S/C Ltda sobre o assunto. Boa leitura!

Neto Canineu

é ex-jogador de futebol profissional com passagens por Corinthians, Fluminense e São Bento. Também é técnico de futebol universitário nos EUA, estando a frente dos programas de futebol da University of the Cumberlands, no estado do Kentucky. Formado em Administração de Empresas, Gerenciamento Esportivo e Educação Física nos EUA (Union College - Kentucky), Neto também faz parte do Programa de Desenvolvimento Olímpico norte-americano e ministra clínicas de futebol por todo o país. Atualmente cursando o MBA, Neto pretende se formar nos próximos dois anos.

Leia mais artigos deste Colunista


Comente




Cadastre Sua Empresa Gratuitamente no Guia Comercial
Divulgue Seu Evento


Notícias


Eventos

Dia: 18/11/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 19/11/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 20/11/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 21/11/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 22/11/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 23/11/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 24/11/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Ouça ao vivo!

Ouça Ipanema FM Ouça 89 a Rádio Rock
Ouça Antena 1 Ouça Rádio Fox Rock