Guia Portal Sorocaba.com

Solicite seu orçamento para as empresas e profissionais cadastrados no Portal Sorocaba.com

Cadastre aqui sua empresa ou negócio!


Sorocaba, 18 de Novembro de 2019

ARTIGOS


Ódio Próprio

Por: Cíntia Soares



Ódio Próprio

Talvez não seja muito fácil saber o que significa esta conversa sobre amor-próprio, sei que é difícil compreender este papo de ter uma autoestima positiva. Que são complicados os ensinamentos sobre "Amar o próximo como a TI MESMO". Então... Que tal pelo menos tentar não se prejudicar, boicotar ou ir contra si mesmo? Não tomar atitudes (ainda que seja a de não fazer nada) e que nos colocam em situações que acabam nos prejudicando, ferindo?

Tudo bem... não consegue, não sabe se amar, mas será que precisa se odiar? Hoje em dia fala-se tanto em amor-próprio, sem se dar conta de primeiramente ultrapassar o "ódio-próprio". Do quanto este "prisioneiro" determina minhas atitudes (me colocando em enrascadas) sem saber que ele está ali dentro.

Parece que o grande diferencial com pessoas bem sucedidas está aí... Não sei se elas se amam, mas com certeza elas não se odeiam, não se submentem, nem se colocam em situações que as prejudiquem. Não vão contra si mesmas!

Aí é que está. Não precisa se beneficiar sempre, mas o que não pode é se prejudicar.

Posso não saber o que fazer de melhor, mas tenho que parar de fazer o pior.

Em quantas atitudes este “ódio–próprio” determina meu comportamento? Tudo porque não sei, não tenho consciência, que ele está ali dentro de mim.

Infelizmente, se for analisar bem, encontramos algumas situações onde até um filho - que seria o símbolo de amor e união - funciona como esse auto boicote, nos casos de algumas mulheres que não suportam estar bem profissionalmente e engravidam.

Gente que fuça perfil alheio nas redes sociais, de pessoas que não lhe fazem bem, para ver o que lá? – sentir-se mal. Parece até castigo, punição. Entre outros inúmeros exemplos em que a pessoa se sujeita a uma situação que lhe constrange, incluindo casamentos, amizades, profissão.

E por aí vai... diversas atitudes (ou passividades) que só levam o indivíduo a um lugar: mal-estar, sensação de frustração, fracasso.

Tudo bem, você não precisa ser o máximo, estar sempre brilhando, mas por favor a si mesmo não se machuque, não se torture. Aprenda sobre a gentileza consigo mesmo.

E aí cada um terá que encontrar o que é que lhe causa isso, esse sentimento de derrota, tristeza e se esforçar para não voltar neste “lugar”.

Um passo adiante poderá ser identificar o que é que mora aí dentro, que incomoda, não aceito, não gosto, e que talvez cause toda esta auto-destrutividade. Que inquilino é este que estou abrigando?

Quem são os prisioneiros constantemente punidos? Culpa? Falhas? Medos? Sensações de inferioridade? O que é o meu objeto de ataque?

Acredite, o inconsciente não erra! Preste atenção no seu corpo.

O que te leva atuar contra você mesmo? Alguma ideia, pensamentos que aí residem e comandam estas posturas prejudiciais. Que de alguma forma te limitam, já que mantém a pessoa num estado de impotência e sensações ruins. Fazendo com que você perca a credibilidade, a fé em si mesmo.

Vale a reflexão, que talvez essas “partes feridas” sejam as que mais rogam por amor e acolhimento dentro de cada um. Partes que não se sentem ouvidas, sentem-se injustiçadas. E que nunca duvidaram do seu potencial. Ou seja, é o seu lado que mais conhece a sua força.

A partir daí, desta visão integral de todo o seu SER, aceitação de todas as características, podemos fazer as pazes conosco e abrir um espaço para surgir o tão grandioso AMOR PRÓPRIO.

Link: http://omundodegaya.wordpress.com/2013/10/09/atitudes-que-drenam-energia/
 

O texto publicado neste artigo é de responsabilidade do autor, e pode nao expressar a opiniao total ou parcial do Portal Sorocaba On-Line S/C Ltda sobre o assunto. Boa leitura!

Cíntia Soares

De Tudo Um Pouco e Outros Sentimentos Mais

Cíntia Soares - Psicóloga formada na Universidade Paulista e Bacharel em Direito pela Fadi. Realiza atendimentos clínicos com Adolescentes e Adultos. Trabalha com Psicoterapia Breve Familiar, Terapia para Casais e Orientação aos Pais. 

CRP: 06/85912

E-mail: cintia@sorocaba.com.br

Endereço: Clínica PsCí - Rua Recife, nº 259 - Jd. Paulistano - Sorocaba / SP

Leia mais artigos deste Colunista




Cadastre Sua Empresa Gratuitamente no Guia Comercial
Divulgue Seu Evento


Notícias


Eventos

Dia: 18/11/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 19/11/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 20/11/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 21/11/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 22/11/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 23/11/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Dia: 24/11/2019

Nenhum evento cadastrado neste dia.


Ouça ao vivo!

Ouça Ipanema FM Ouça 89 a Rádio Rock
Ouça Antena 1 Ouça Rádio Fox Rock