Guia Portal Sorocaba.com

Solicite seu orçamento para as empresas e profissionais cadastrados no Portal Sorocaba.com

Cadastre aqui sua empresa ou negócio!


Sorocaba, 10 de Dezembro de 2019

CANAL AUTOMÓVEIS



NOTÍCIAS

Avaliação: Renault Logan Dynamique

Notícia publicada em 21/06/2016



Avaliação: Renault Logan Dynamique

Modelo é ideal para quem busca espaço, economia e resistência, num sedan compacto

O Renault Logan já não é mais uma novidade entre os sedans compactos. Bem conhecido pelos clientes da marca, o sedan da Renault conquistou seu lugar ao sol por algumas características inegáveis. O Logan é reconhecido por ser um carro resistente, espaçoso e com uma boa relação de custo-benefício. Justamente por isso, é comum ver o veículo utilizado como taxi. Afinal, um carro que roda muito e diariamente, precisa ser resistente e espaçoso. Nessa avaliação, trazemos os destaques do Renault Logan Dynamique (cversão topo de linha), com câmbio manual.

Interior espaçoso!

Indo diretamente ao que interessa para a maioria dos consumidores, a Renault afirma que o Logan oferece o maior espaço interno da categoria. E não é difícil acreditar nisso. Afinal, a antiga geração já era um veículo espaçoso. O que permite isso é o entreeixos de 2,63 metros. A altura também é boa com 1,53 metros e a largura de 1,73 metros. Não se pode esquecer o porta-malas com 510 litros, mediano entre os concorrentes. O Logan ainda conta com o comando interno de abertura do porta-malas.

Alguns concorrentes diretos são menores. O Etios sedan tem entreeixos de 2,55 m, o HB20S com 2,50 m e o Gol com 2,46 m. O Cobalt é o mais próximo, mas ainda sim menor, com 2,62 m. No porta-malas do HB20S são 450 litros de capacidade, enquanto o Gol tem 480 litros. Já o Etios tem 562 litros e o Cobalt com 563 litros.

O interior do Logan pode oferecer de 8 a 11 porta-objetos, conforme a versão. O porta-luvas oferece capacidade de 5,7 litros. Por dentro, o visual ainda é um tanto espartano, ainda que espaçoso. No banco traseiro, três adultos conseguem se acomodar com relativo conforto, quando comparado com os concorrentes diretos.

Boa tecnologia

Por dentro, o volante de três raios traz empunhadura anatômica. Na versão Dynamique, ele vem com os comandos do piloto automático (limitador e controlador de velocidade) instalados diretamente no volante.

O quadro de instrumentos tem iluminação branca e inclui o computador de bordo com seis funções: Litros consumidos, Consumo médio, Consumo instantâneo, Autonomia, Distância percorrida e Velocidade média. Na versão topo de linha, o Logan traz ar-condicionado digital e automático.

O atual Logan é um produto desenvolvido para o mercado brasileiro, representando 40% das vendas da Renault. E justamente por isso, estamos falando de um carro preparado para os buracos, lombadas e valetas das ruas nacionais, bem como o combustível de menor qualidade e com uma mecânica mais simplificada para manutenção mais rápida.

Indicador de troca de marchas para mais economia

Outro detalhe presente é o indicador de trocas de marchas, que auxilia o motorista a dirigir de forma mais eficiente. Esse equipamento é especialmente útil para quem quer dirigir de forma econômica. Seguindo as instruções de troca de marcha, o motorista pode economizar até 20% de combustível, quando comparado a uma condução típica de um motorista padrão.

Suspensão resistente

Independente da versão, o Logan traz uma suspensão realmente resistente para aguentar as pancadas das ruas brasileiras. Dizer que o Logan está entre os carros mais resistentes da categoria, não é um exagero. Até mesmo, "saltar" algumas lombadas, com velocidade superior à indicada é possível, sem causar qualquer dano à parte inferior do veículo. Essa é uma característica muito apreciada por quem precisa trafegar frequentemente por ruas e avenidas mal conservadas. Afinal, o Logan não dá manutenção quando exigido nessas condições.

Segurança

O Logan conta com airbag de série para motorista e passageiro da frente em todas as versões. Também é de série o sistema ABS de nona geração, com distribuidor eletrônico de força de frenagem (EBD). O sistema CAR, que trava automaticamente as portas do veículo quando este alcança 6 km/h, também contribui para a segurança. Os cintos de segurança têm regulagem de altura (dianteiros) e limitadores de esforço integrado. Esse dispositivo, presente em todos os modelos da Renault, ajusta automaticamente a tensão do cinto reduzindo eventuais lesões causadas pela excessiva pressão do cinto contra o corpo em caso de colisão.

Motor 1.6 litro - 8 válvulas

O Logan é oferecido com duas opções de motorização: 1.0 16 V Hi-Power e 1.6 8V Hi-Power. Na versão avaliada, o Logan traz o motor 1,6 litro - 8V Hi-Power. Esse motor gera 106 cv com etanol e 98 cv com gasolina. O torque máximo é 15,5 kgfm com etanol e 14,5 kgfm com gasolina.

A velocidade máxima do Logan manual é de 180 km/h. E o tempo para a aceleração de 0 à 100 Km/h, acontece em 11.6 segundos. Esses números, ainda que sejam os melhores da categoria, podem ser considerados bons, considerando a categoria.

Equipamentos

A versão Dynamique 1.6 - 8V sai bem equipada de fábrica. Entre os itens presentes estão rodas de 15 polegadas em liga leve, faróis de neblina, vidros elétricos traseiros, controle de cruzeiro com limitador de velocidade, luzes indicadoras de direção nos retrovisores, comando elétrico dos retrovisores, banco rebatível 1/3 e 2/3 e volante revestido em couro.

Rodando

O motor 1.6 - 8V dá conta da proposta familiar do carro, mas não chega a ser brilhante. O nível de consumo é baixo. Com gasolina, ar-condicionado ligado e duas pessoas, no trânsito urbano, o computador de bordo registrou 10,4km/l. Na estrada, com quatro adultos, ar-condicionado ligado e abastecido com etanol, a média teve pico de 11km/l. O câmbio manual ajuda, com relações de marcha bem escalonadas e sem buracos (quedas de rotação) e engates relativamente precisos. O melhor acabamento não se traduz em silêncio e o Logan é barulhento quando roda em calçamento e pisos irregulares. Por outro lado, a suspensão, que passou por melhorias, tem bom compromisso entre conforto e estabilidade e absorve bem as irregularidades. A direção poderia ser um pouco mais macia, para ajudar o motorista nas manobras em locais apertados.

Pós-venda e preço

O Logan tem garantia de fábrica de 3 anos ou 100 mil quilômetros, prevalecendo o que ocorrer primeiro. O plano de manutenção prevê revisões periódicas a serem feitas em intervalos de 10.000 quilômetros, ou a cada ano de uso. O Logan Dynamique tem preço sugerido de R$ 53.530. 


Fonte: Jorge Augusto e fotos por Marcelo Alexandre


Veja mais fotos:

Comente